terça-feira, 3 de Julho de 2012 14:57h Gazeta do Oeste

Final do Miss Terra Minas Gerais é realizado em Divinópolis

Muito carisma, charme e beleza foram alguns dos ingredientes que embalaram a escolha das vencedoras do concurso realizado na sexta e sábado em Divinópolis que contou com representantes de todo o Estado.

Muito carisma, charme e beleza foram alguns dos ingredientes que embalaram a escolha das vencedoras do concurso realizado na sexta e sábado em Divinópolis que contou com representantes de todo o Estado. A final do concurso Miss Terra Minas Gerais 2013 foi realizada na sede campestre do Estrela do Oeste Clube. Diferente dos demais concursos de beleza, o Miss Terra Minas Gerais atua na causa ecológica e turística do estado. O concurso contou com a participação de 31 candidatas e foi apresentado por Débora Lyra, Miss Brasil 2010 e Camila Brant, Miss Terra Minas Gerais 2012. A noite da final foi aberta com a apresentação de dança das candidatas que mostraram competência e muita sincronia.

 


Além da beleza das candidatas, a torcida das famílias das misses também chamou muita atenção. Não foi nada fácil a tarefa dos jurados para escolher as vencedoras da noite. O comandante da 7ª Região Coronel Eduardo Campos de Paulo, foi um dos jurados e falou da importância do evento não só para o estado, mas também para o país, “O concurso agrega uma coisa muito importante que trás para esse tipo de evento um aditivo a mais que é a questão ambiental. Então eu acho importante a gente buscar dar atenção a esse tipo de coisa. Para Divinópolis também foi muito importante para a cidade a gente ter esse tipo de concurso que a valoriza bastante. O senhor José Alonso conseguiu alavancar os concursos em nosso estado e no país de uma forma geral, trazendo novamente o glamour que ele tinha a tempos atrás” avalia.

 

O organizador do evento, José Alonso Dias, falou do engajamento das candidatas na questão ecológica, “Todas elas tem que defender um ponto ecológico da sua cidade, do seu estado, do seu país, então eu acho que é um concurso que prima muito por isso” ressalta.

 

CLASSIFICAÇÃO

 

A estudante de Direito, Priscilla Martins, Miss Terra Araújos, 21 anos, foi eleita a mais bela da noite e como prêmio irá ganhar um automóvel zero quilômetro ao final de seu mandato e será uma das representantes de Minas Gerais no Miss Terra Brasil, previsto para a primeira quinzena de setembro de 2012. Priscilla falou da emoção de vencer o concurso, “A emoção é indescritível. Eu estou muito feliz e lutei muito para estar aqui e é como eu digo, eu estou colhendo um grande fruto que plantei há algum tempo atrás e não tenho outra palavra para definir o que estou sentindo, a não ser felicidade. A partir de agora enfrento o concurso a nível nacional e a preparação continua intensa e conciliando tudo com a faculdade” conta. O segundo lugar ficou com a Miss Terra Itaúna, Brenda Lopes, 20 anos, estudante de Direito.

 


A estudante de Design de Moda, Marina Teixeira, 20 anos, que representou Belo Horizonte ficou em terceiro lugar e falou da experiência de participar do concurso, “É uma experiência maravilhosa, foi o primeiro concurso que eu participei, com a Priscila que é uma fera super bem preparada. Para mim foi uma experiência incrível, não sei nem o que dizer. Agora vem o concurso internacional, aperfeiçoar passarela e outras coisinhas de Miss” comemora.

 

O quarto com a Miss Terra Uberaba, Bárbara Souza, 21 anos, estudante de Engenharia Ambiental e Civil. A segunda, a terceira e quarta classificadas irão representar o Brasil em concursos internacionais, franqueadas pela Look Top Beauty, sendo eles: Miss Intercontinental, realizado na Alemanha, Top Model of the World, realizado na Bielorrússia e Miss Universitária, realizado na Coréia do Sul.

 

Também na grande final do concurso foi eleita a quarta representante de Minas Gerais para o Concurso Miss Terra Brasil 2013. A eleita foi Luíza Gontijo, Miss Terra Divinópolis, estudante de Administração, que carrega agora a faixa de Miss Ar Minas Gerais e compõe o grupo das quatro concorrentes de nichos ecológicos do Estado ao título de Miss Terra Brasil 2013, “Foi muito importante, foi muita responsabilidade também. Foram três responsabilidades, primeiro por ser Miss Divinópolis, na terra das misses, segundo por ser Miss do Centenário da cidade e terceiro por sediar o concurso em Divinópolis. Então foi uma participação única, tudo foi maravilhoso, nada paga, nenhum troféu, nenhuma coroa, as amizades que eu fiz aqui e agora é só crescer e os próximos objetivos” disse a miss.

 

CAUSA ECOLÓGICA

 

Durante o concurso foi escolhida a Miss Favorita, essa é a miss mais votada entre as candidatas pelo seu carisma e simpatia, além de ser aquela que conquistou a amizade da maioria das outras misses, a vencedora foi a Miss Araújos. Já a vencedora do Miss Ecologia, levando em conta o traje usado no primeiro dia do concurso, foi a Miss Itaúna. O criador do traje ecológico vencedor do evento, Ed Rodrigues falou da criação do modelo, “Inicialmente a gente se inspirou nos quatro elementos naturais, terra, água, ar e fogo e em cima disso a gente também pensou de uma forma ampla do mundo na parte ecológica, a palavra chave é renovar. O ser humano tirou muita coisa da natureza e o planeta que de volta o que foi tirado dele e então a gente pensou no ciclo natural das coisas. O traje ecológico tem todas as etapas da simbiose natural do planeta” explicou.

 


O concurso foi apresentado pela Miss Terra Brasil 2012 Camila Brant que conquistou o público pela sua simplicidade e beleza. A Miss se prepara agora para representar o Brasil na Indonésia, “Para mim foi uma emoção muito grande, ainda mais participar do Miss Terra que eu tenho tanto prazer e agora trabalhar sobre o meu projeto e esforçar mais ainda. Apresentar é uma sensação sem palavras, é uma emoção que não tem explicação. A alegria e o meu coração bateu mais forte quando eu vi as meninas e é uma gratificação que tenho certeza que vou levar para o resto da minha vida” conta Camila.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.