quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2015 08:33h

Folia sem acidentes com a rede elétrica

Cemig ressalta os cuidados no pré-carnaval para a segurança dos foliões

Em várias cidades mineiras já acontece o aquecimento para o Carnaval 2015. Para evitar acidentes com os foliões em meio ao clima de festa do pré-carnaval, a Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig alerta a população sobre os riscos relacionados à rede elétrica.
Os cuidados com a segurança começam antes mesmo da festa. A montagem de palanques merece atenção especial da organização dos eventos, que deve atentar para a existência das redes elétricas aéreas e subterrâneas, caso seja necessário algum tipo de escavação. Segundo o engenheiro de tecnologia e normalização Demétrio Venício Aguiar, da Cemig, os palanques devem ter sua altura calculada para que não se aproximem da rede elétrica. “A montagem e a desmontagem dessas estruturas devem ser feitas com cuidado para que nenhum material chegue perto dos fios da rede durante a movimentação”, orienta.
Já os veículos de som e trios elétricos requerem uma verificação prévia do trajeto, para evitar a aproximação, de suas partes ou de seus ocupantes, dos fios e equipamentos da rede elétrica, respeitando-se a distância mínima de 1,5 metro. “Os cuidados devem ser redobrados com o deslocamento de carros de som e trios elétricos, uma vez que as hastes de bandeiras podem causar acidentes se entrarem em contato com a rede”, ressalta o engenheiro.
É preciso precaução, também, com as emendas dos fios usados em ligações provisórias de barracas ou equipamentos de som: deve-se usar sempre um elemento isolante e com boa capacidade de proteção contra descarga elétrica. “Vale lembrar que é proibido fazer ligações clandestinas e que somente profissionais qualificados e com a autorização da Cemig podem realizar esse serviço, pois o risco de acidentes é muito grande. Existem casos em que esse procedimento feito de forma irregular causou incêndios com pessoas feridas”, alerta Demétrio.
Além disso, o especialista recomenda atenção ao prazo de atendimento para ligações provisórias desses eventos: “o ideal é que os requerimentos sejam enviados à Cemig com, no mínimo, dez dias de antecedência”.
Outro cuidado diz respeito à instalação de equipamentos elétricos, como aparelhos de som e refrigeração. O engenheiro atenta para a necessidade de manter esses equipamentos distantes de duchas, piscinas ou qualquer ambiente onde houver água.
Em caso de acidente com a rede elétrica, as solicitações de atendimento podem ser feitas pelo Fale com a Cemig, no telefone 116. A central de atendimento funciona 24 horas, e a ligação é gratuita. A população também pode acionar o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar: o telefone dos Bombeiros é 193 e o da PM é 190. A ligação também é gratuita.
Serpentinas metálicas
A Cemig chama a atenção da população sobre os perigos da utilização de serpentina metálica e os riscos de acidente com a rede elétrica. “As serpentinas e os confetes metalizados, quando arremessados, antes de se dispersar estão concentrados, e podem causar curto-circuito nas redes de alta tensão e provocar acidentes. Por precaução, as pessoas não devem atirar nenhum objeto em direção à rede elétrica”, nem mesmo os sprays de espuma, destaca Demétrio Venício Aguiar. O uso e a comercialização de serpentinas metalizadas é proibido desde 2012, pela Lei Estadual 20.374, o indivíduo que descumprir a norma e vender ou utilizar serpentinas metalizadas ficará sujeito às penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.