quarta-feira, 5 de Junho de 2013 10:14h Agencia Minas

Funed promove capacitação para teste rápido de diagnóstico da malária

Um teste – o SD Bionline – que é capaz de diagnosticar a malária em até 30 minutos já está disponível para distribuição pelo Ministério da Saúde e já pode começar a ser usado em todo Estado de Minas. Um treinamento, que será realizado na Fundação Ezequiel Dias (Funed) nesta sexta-feira (07), vai preparar profissionais envolvidos nos Núcleos de Vigilância Epidemiológica do Hospital Municipal Odilon Behrens, do Hospital Mater Dei e do Programa Municipal Saúde do Viajante de Belo Horizonte para utilização do teste.

Segundo a chefe do Serviço de Doenças Parasitárias da Funed, Andreza Marcelino, deverá ser usado prioritariamente em situações emergenciais como pode ocorrer em eventos de massa previstos para serem realizados em Minas nos próximos meses. “O teste rápido dispensa uma estrutura laboratorial, uma vez que o resultado é indicado entre 15 e 30 minutos. Essa agilidade no diagnóstico é essencial, já que é esperado um aumento na demanda de atendimentos devido à grande circulação de pessoas durante a Copa do Mundo no Brasil”, afirma.

Além do diagnóstico laboratorial, serão abordados quadro clínico, tratamento da doença e atendimento ambulatorial para portadores da doença. Além de participar de uma aula teórica no laboratório de Doenças Parasitárias da Fundação, em que utilizarão o teste rápido para diagnosticar a doença, os profissionais vão assistir à palestras acerca dos desafios dos serviços de saúde com o atendimento ao suspeito de malária. O treinamento será realizado em parceria com epidemiologistas e infectologistas das Secretarias Regional e Municipal de Saúde de Belo Horizonte.

A Funed é responsável pela distribuição do teste rápido e também pelo monitoramento de toda rede laboratorial em Minas Gerais, por meio de controles de qualidade, treinamentos, supervisões e consultorias técnicas, sendo reconhecida pelo Ministério da Saúde como referência estadual no diagnóstico da malária. Em minas ele será usado, principalmente, para atender as emergências em horários não comerciais, feriados e finais de semana. O teste rápido será distribuído gratuitamente pelo Ministério da Saúde (MS) e faz parte do programa de redução de morte por malária no Brasil.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.