segunda-feira, 3 de Junho de 2013 10:28h Agencia Minas

Gasmig prorroga promoção que concede bônus a motoristas que adaptarem veículos

A novidade desta etapa da promoção é que o bônus só será concedido a veículos que utilizarem os kits de GNV de quinta geração

A promoção Vou no Gás, que concede bônus de 300 ou 600 metros cúbicos de gás natural para motoristas que adaptarem seus veículos ao uso do GNV, foi prorrogada pela Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) por mais um ano. Os bônus de 600 metros cúbicos, o dobro da quantidade oferecida a particulares, são destinados a taxistas, frotistas e autoescolas e são suficientes para rodar até oito mil quilômetros sem pagar pelo abastecimento. A promoção é válida também para a aquisição de veículos zero quilômetros adaptados de fábrica.

A novidade desta etapa da promoção é que o bônus só será concedido a veículos que utilizarem os kits de GNV de quinta geração, tecnologia mais avançada que preserva a potência e a eficiência do motor movido a gás natural. A tecnologia é voltada a todos os tipos de veículos e, principalmente, aos que possuem injeção eletrônica multiponto e motores mais potentes. A exceção é para os veículos fabricados antes de 2007, para os quais continua sendo aceita, para a concessão de bônus, a instalação de equipamentos de gerações anteriores. O novo regulamento entra em vigor em 22 de agosto.

Economia

O custo médio da conversão, que deve ser realizada em uma das 15 oficinas conveniadas à Gasmig no Estado, é de R$ 3,5 mil, incluindo peças e mão de obra. A economia proporcionada pelo gás, que chega a 40% em substituição à gasolina e mais ainda em relação ao etanol, permite recuperar o investimento em quatro meses, nos casos de motoristas que rodam cerca de 200 quilômetros por dia.

Quem não dispuser do montante para o investimento pode contar com as linhas de financiamento oferecidas pelas instituições financeiras que estabeleceram convênio com a Gasmig. No caso do Banco do Brasil, a conversão pode ser financiada em até 18 parcelas, a juros de 0,64% ao mês, para pequenos empreendedores com renda anual de até R$ 60 mil, pequenas empresas com faturamento anual de até R$ 120 mil. O financiamento é voltado também a taxistas, trabalhadores autônomos e informais com renda bruta mensal declarada de até R$ 2 mil, devendo ser quitado em até 12 vezes.

Qualidade do ar

Atualmente as principais fontes de poluição atmosférica, em especial nos grandes centros urbanos, são causadas por veículos. Por isso, o uso do GNV tem um papel importante para a redução dos níveis de poluição atmosférica, uma vez que a sua combustão tende a ser mais completa, liberando apenas dióxido de carbono (CO2) e água (H2O).  O uso adequado deste combustível, se comparado com os combustíveis tradicionais, pode reduzir as emissões de monóxido de carbono (CO) em 76%, de óxidos de nitrogênio (NOx) em 84%, e de hidrocarbonetos pesados (CnHm) em 88%, praticamente eliminando as emissões de compostos cancerígenos.

Mais informações sobre a campanha Vou no Gás estão disponíveis no site www.promocaovounogas.com.br ou pelo telefone (31) 3265-1111.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.