segunda-feira, 5 de Outubro de 2015 11:25h

Gasolina em BH sobe mais que o índice das refinarias

Reajuste do etanol nos postos de combustíveis foi ainda maior, constata Procon Assembleia

Após o reajuste de 6% nas refinarias determinado pela Petrobras no dia 29/9/15, o preço da gasolina em Belo Horizonte e Contagem subiu em média 6,25%. Para o etanol, o reajuste chegou a 7,47%. É o que revela a pesquisa do Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada junto a 165 postos de combustíveis localizados nas duas cidades. O levantamento foi feito entre os dias 29/9 e 1º/10 e comparou os preços com aqueles praticados no final de agosto, data da pesquisa anterior.

Na análise por região, o Procon Assembleia concluiu que os preços médios dos combustíveis subiram mais nas regiões Norte (7,51%), Venda Nova (6,05%) e Leste (5,79%). Porém, na avaliação do comportamento dos preços por combustível isoladamente, nota-se que, para o etanol, os reajustes foram de 9,76% no Barreiro, 9,32% em Venda Nova e 9,01% na região Norte da Capital. Em Contagem a alta média chegou a 8,32%.

No caso da gasolina, das dez regiões pesquisadas, sete registraram aumentos superiores a 6%, com destaque para as regiões Norte (9,34%), Noroeste (7,42%) e Venda Nova (7,38%). Os menores índices de reajuste ocorreram no Barreiro, com 4,18%, e na região Centro-Sul, com 4,84%. Os demais combustíveis pesquisados pelo Procon Assembleia apresentaram os seguintes índices: diesel: 2,81%; gasolina aditivada: 5,74%; e gasolina podium: 0,67%.

A diferença de preço entre o litro mais barato e o mais caro nos estabelecimentos consultados chega a 54,52% para o diesel, 41,44% para o etanol e 24,60% para a gasolina comum. O Procon Assembleia lembra que, para os veículos bicombustível, torna-se mais vantajoso abastecer com etanol se seu preço for inferior a 73% do da gasolina. Em praticamente todos os postos pesquisados esse percentual foi inferior a 73%.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.