sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2015 11:42h

Gasolina fica em média 10,42% mais cara em Belo Horizonte

Aumenta número de postos onde que é mais vantajoso abastecer veículo bicombustível com etanol

O preço da gasolina comum subiu em média 10,42% nos postos de Belo Horizonte em relação a janeiro/15. Já o álcool ficou 6,93% mais caro. Esses percentuais foram apurados pela pesquisa do Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada entre os dias 3 e 5/02/15 junto a 81 estabelecimentos na Capital e Região Metropolitana. O preço do diesel aumentou, em média, 6,46% e o GNV pesquisado em 34 postos, ficou 0,10% mais barato.

Consulte a pesquisa completa.

Com isso, em fevereiro cresceu de seis para 14 o número de postos em que é mais vantajoso abastecer com etanol do que com gasolina, caso o veículo seja bicombustível. Vale a pena colocar etanol no tanque quando seu preço for inferior a 70% ao da gasolina comum, pois o consumo é, em média, 30% maior. O número de postos em que a relação entre um preço e outro é de exatamente 70% passou de 11 em janeiro para 19 em fevereiro. Ou seja, nesses, tanto faz abastecer com etanol ou gasolina.

A variação de preços entre os estabelecimentos para o mesmo tipo de combustível chega a 10,48%, que é o caso da gasolina aditivada. Esse produto pode ser encontrado por desde R$ 3,019 até R$ 3,336. No caso da gasolina comum, os preços variam entre R$ 2,934 e R$ 3,240, uma diferença de 10,42%. No caso do etanol, a variação é de 6,93% (entre R$ 2,168 e R$ 2,318).

A pesquisa do Procon Assembleia mostrou ainda que a região em que os combustíveis mais encareceram foi o Barreiro, com 10,25%, em média. O índice mais baixo de aumento médio foi detectado na região Oeste, com 6,36%.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.