quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2012 08:58h Atualizado em 9 de Fevereiro de 2012 às 10:30h.

Gasto com dívida é seis vezes o valor investido em Saúde

Minas gastou R$ 3,48 bilhões enquanto total de investimentos foram de R$ 3,99 bilhões

A dívida de Minas Gerais com o Governo Federal, uma das maiores do país, somava R$ 54,85 bilhões até dezembro de 2010. Nesse mesmo ano, dados consolidados do Governo Estadual mostram que Minas gastou R$ 3,48 bilhões com o seu pagamento, enquanto os investimentos em todas as áreas foram de R$ 3,99 bilhões. Desse valor, R$ 318 milhões foram investidos na educação e R$ 557 milhões na saúde. Ou seja: o dinheiro gasto com a dívida representa mais de 6 vezes o valor que se investiu na área da saúde e quase 11 vezes mais que na área de educação.
Devido à importância do assunto, e ao impacto disso na vida de todos os mineiros, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) irá promover um debate público na próxima (13), das 14 às 18 horas, no plenário. Os objetivos são discutir a renegociação da dívida dos quatro Estados do Sudeste, em busca de condições mais adequadas às suas situações econômicas, e unir esforços em torno de uma mudança nos critérios de pagamento.
A iniciativa do evento é da Comissão Especial da Dívida Pública, da ALMG, a requerimento do deputado Bonifácio Mourão (PSDB), relator. O presidente da comissão é o deputado Adelmo Carneiro Leão (PT). As finalidades do encontro são, também, definir um plano estratégico de mobilização dos Estados em torno da renegociação e elaborar um cronograma de encontros a serem realizados nas demais regiões brasileiras, a fim de articular um movimento federativo sobre o tema. A proposta inicial é realizar mais quatro encontros: no Nordeste, no Norte, no Centro-Oeste e no Sul do País.
A abertura do debate será às 14 horas. Secretários de Estado de Fazenda dos Estados da região Sudeste irão expor a atual situação do endividamento de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Em seguida, haverá um debate. Já está confirmada a presença dos presidentes das Assembleias Legislativas desses Estados. O evento conta com o apoio da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) e do Colégio de Presidentes de Assembleias Legislativas do País.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.