segunda-feira, 4 de Novembro de 2013 10:24h

gentes Comunitárias de Saúde de Córrego Fundo recebem capacitação para enfrentamento da Dengue

No dia 31 de outubro, as Agentes Comunitárias de Saúde de Córrego Fundo passaram por uma capacitação para enfrentamento da Dengue. A atividade foi promovida pela Secretaria Municipal de Saúde e ministrada pela enfermeira Telma Lopes, da Unidade de Atenç

No dia 31 de outubro, as Agentes Comunitárias de Saúde de Córrego Fundo passaram por uma capacitação

para enfrentamento da Dengue. A atividade foi promovida pela Secretaria Municipal de Saúde e ministrada

pela enfermeira Telma Lopes, da Unidade de Atenção Primária de Saúde (UAPS), Cristino Antonio de Faria.

De acordo com a Coordenadora de Atenção Primária de Saúde do município, a enfermeira Aline Cristina

Miranda Araújo, esta capacitação faz parte do plano municipal de contingência para enfrentamento da

Dengue. A ação abrange um trabalho de mobilização social em diversos segmentos da sociedade. Estão

previstas atividades de orientação junto aos grupos da Secretaria de Políticas Sociais, como o grupo “Viva

Mulher” e “Melhor Idade ‘Estrela do Amanhã’”, além de escolas, pastorais, grupos de diabéticos e empresas

privadas. Todas estas realizações têm em vista um propósito de conscientização e prevenção de uma

epidemia da doença.

Aline explicou que haverá ainda um mutirão de limpeza nas casas da cidade. Sobre a ação das Agentes

Comunitárias de Saúde, a enfermeira destacou a importância do papel destes profissionais junto às famílias

em suas visitas domiciliares. “Essas servidoras municipais têm grande contato com a população e podem

orientar e auxiliar o trabalho de conscientização e prevenção da doença”.

A palestra

A palestra de capacitação ocorreu na UAPS “Padre Dionísio”, anexa à Unidade de Pronto Atendimento de

Córrego Fundo. Dentre o conteúdo trabalhado com a equipe, foram apresentadas informações sobre o

histórico da Dengue no mundo; o ciclo epidemiológico da doença; as condições de reprodução do mosquito

transmissor; as variações do vírus da Dengue; os principais sintomas; formas de tratamento; etc.

Ação das Agentes Comunitárias de Saúde

As Agentes de Saúde de Córrego Fundo, tendo em vista a prevenção da Dengue, estão capacitadas para

conscientizar sobre os cuidados para evitar a doença; encaminhar casos suspeitos para atendimento

adequado; encaminhar casos de difícil acesso para os Agentes de Controles de Endemias; dentre muitas

outras ações específicas.

Prevenção e sintomas

Como não existem formas de erradicar totalmente o mosquito transmissor, a única forma de combater

a doença é eliminar os locais onde a fêmea se reproduz. Algumas dicas de ações: Não deixar a água se

acumular em recipientes como, por exemplo, vasos, calhas, pneus, cacos de vidro, latas e etc; Manter

fechadas as caixas d’água, poços e cisternas; Não cultivar plantas em vasos com água. Usar terra ou areia

nestes casos; Tratar as piscinas com cloro e fazendo a limpeza constante. O ideal é deixá-las cobertas ou

vazias quando não for usar por um longo período; Manter as calhas limpas e desentupidas; Avisar um agente

público de saúde do município caso exista alguma situação onde há o risco de proliferação da doença.

Os principais sintomas são febre alta, dores de cabeça, nas costas e na região atrás dos olhos. A febre

começa a ceder a partir do quinto dia e os sintomas, a partir do décimo dia. Neste caso, dificilmente

acontecem complicações, porém alguns doentes podem apresentar hemorragias leves na boca, nariz dentre

outras.

As pessoas que se contagiam com a Dengue pela segunda vez podem manifestar a doença de uma forma

mais grave, conhecida como Dengue Hemorrágica. Esta forma da doença pode ser fatal.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.