quinta-feira, 29 de Maio de 2014 09:50h

Governador apresenta Centro Integrado de Comando e Controle à imprensa

Estrutura localizada na Cidade Administrativa permite monitoramento de 1.378 pontos cobertos por câmeras em BH, Contagem e rodovias

O governador Alberto Pinto Coelho apresentou à imprensa, nesta quinta-feira (29/05), as instalações do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), principal estrutura de segurança da Copa do Mundo em Minas Gerais, sediado na Cidade Administrativa. O local reúne 40 órgãos estaduais, municipais e federais de segurança pública, mobilidade, saúde, entre outras áreas e realiza o monitoramento de 1.378 pontos cobertos por câmeras de Belo Horizonte e Contagem, além de rodovias estaduais e federais.

Minas Gerais foi o primeiro estado do Brasil a inaugurar uma estrutura de Comando e Controle, em março de 2013. O CICC atuou na Copa das Confederações do ano passado e em diversos jogos dos campeonatos Mineiro, Brasileiro e Taça Libertadores da América. Durante a Copa do Mundo, o centro funcionará as 24 horas do dia,  utilizando cerca de 130 profissionais das instituições envolvidas.

Alberto Pinto Coelho lembrou que Minas Gerais é o Estado que mais se preparou para receber os turistas e os jogos da Copa do Mundo, com investimentos, sobretudo, nas áreas de infraestrutura, mobilidade e segurança pública. Apenas para estruturação inicial do CICC foram investidos cerca de R$ 2,3 milhões. O governador de Minas lembrou que a integração propiciada pelo centro integrado não se destina apenas à Copa do Mundo, e terá continuidade após o evento, de forma que, permanentemente, sejam otimizados os trabalhos de todas as forças envolvidas.

“Essas e tantas outras são demonstrações inequívocas de que nos preparamos para este grande evento. Vamos receber bem os turistas, com segurança, mostrando todo o nosso potencial, para também criar uma atratividade para o nosso Estado. Mas o fundamental é aquilo que ficará como resultado para atender os mineiros e as mineiras. E o centro integrado é um grande legado que ficará para a população ao longo do tempo”, disse Alberto.

Decisões ágeis

O secretário de Estado Defesa Social, Rômulo Ferraz, fez uma apresentação do sistema de monitoramento para o governador de Minas. O principal objetivo da estrutura é viabilizar a tomada de decisões ágeis e inteligentes em eventos de grande porte, situações de emergência e mobilidade do cotidiano da Região Metropolitana de Belo Horizonte, otimizando recursos e ações. Nas salas, estão reunidas instituições municipais, estaduais e federais, entre elas, as polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Exército, CBTU, Polícia Federal, BHTrans e Prefeitura de Belo Horizonte.

“O foco principal do Centro é o combate á criminalidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que concentra metade dos crimes violentos no Estado. Essa estrutura será a herança que vai ficar para o Estado de Minas Gerais, depois da Copa do Mundo”, afirmou. Também acompanharam a visita o secretário de Estado de Turismo e Esportes, Tiago Lacerda, o secretário de Estado de Saúde, José Geraldo de Oliveira Prado, o comandante-Geral da PM, coronel Márcio Martins Sant'Ana, o secretário municipal Extraordinário para a Copa do Mundo, Camilo Fraga, entre outras autoridades.

Investimentos em segurança

Até a Copa do Mundo, serão instaladas novas 97 câmeras do Projeto Olho Vivo no entorno e nas avenidas adjacentes ao Mineirão.

O Governo de Minas está destacando mais de 17 mil profissionais, para as atividades de segurança pública voltadas para a Copa do Mundo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde haverá maior concentração de turistas e torcedores. Em todo o Estado, serão cerca de 60 mil, uma vez que nenhum policial militar, civil ou bombeiro poderá tirar férias no período.

O Estado também investiu na qualificação das suas forças de segurança, com mais de 6.500 capacitações realizadas. Houve também reforço nos equipamentos que serão utilizados pela Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros e que, após o evento esportivo, reforçarão o trabalho diário das corporações.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.