quarta-feira, 19 de Junho de 2013 07:40h Da Redação

Governador reafirma compromisso de Minas com as livres manifestações populares

Em pronunciamento Anastasia enalteceu o direito às mobilizações pacíficas como “base do estado de direito”, porém no início da noite, o governador pediu ao governo federal o envio da Força Nacional para ajudar na segurança no Estado O governador Antonio

Em pronunciamento Anastasia enalteceu o direito às mobilizações pacíficas como “base do estado de direito”, porém no início da noite, o governador pediu ao governo federal o envio da Força Nacional para ajudar na segurança no Estado

O governador Antonio Anastasia se pronunciou, ontem, no Palácio Tiradentes, sobre as manifestações populares ocorridas no Estado, nos últimos dias.

Confira, abaixo, a íntegra da fala do governador: “Antes de qualquer outra consideração, reafirmo, em nome do Governo de Minas Gerais, o nosso inarredável compromisso com a defesa da livre manifestação pacífica dos cidadãos, base fundamental do estado de direito e da nossa democracia.

As manifestações que estão ocorrendo em todo o país demonstram de forma inequívoca e incontestável um forte sentimento de insatisfação entre a população, sobretudo entre os jovens. Esse sentimento não pode ser ignorado pelos governantes, que precisam saber interpretar este clamor que vem das ruas e buscar soluções adequadas para as queixas, reivindicações e problemas apontados nestas manifestações.

Em relação às manifestações ocorridas na capital, gostaria de assinalar que determinei pessoalmente ao comando das nossas forças de segurança pública que não meçam esforços para que estes atos públicos ocorram sempre de maneira pacífica, como, aliás, aconteceu no último sábado (15).

Destaco que naquele dia felizmente não foi registrado nenhum incidente, assim como não houve nenhuma ocorrência de violência durante a maior parte das manifestações ocorridas ontem. Esse é o espírito que norteia a ação das forças de segurança de Minas.

Não podemos permitir, entretanto, que milhares de manifestantes que ocupam as ruas do país em manifestações pacíficas sejam confundidos com algumas pessoas que se misturam à multidão com o claro objetivo de criar confrontos, de provocar e atacar as forças de segurança e o patrimônio público que pertence a toda sociedade.

É inadmissível que alguns poucos instiguem a violência e se transformem no rosto e na imagem dos milhares de cidadãos que se manifestam pacificamente em várias cidades do país.

Neste sentido, nosso governo deve dar garantias àqueles que protestam, por razões diversas, de forma democrática.  E ao lado deles – e de toda a nossa sociedade – buscará garantir que o direito à manifestação continue intacto, mas sem que isto signifique riscos e prejuízos ao patrimônio público e privado e para o conjunto da população.

Gostaria de finalizar fazendo um sincero apelo aos manifestantes para que nos ajudem a conduzir de forma tranquila e serena este momento. Ele pode ser – e precisa ser – um momento importante para a reflexão e aprendizado de todos nós, e não espaço da intolerância, da intransigência e do confronto. Vamos dar todas as garantias para que as manifestações transcorram de forma segura e pacífica”.

Porém no início da noite de ontem, o site do jornal Estado de São Paulo, foi publicado que o governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia (PSDB), pediu ao governo federal o envio da Força Nacional para ajudar na segurança no Estado, por conta dos tumultos provocados pelas recentes manifestações.

O governo federal aceitou o pedido e vai enviar 150 homens para o Estado. A informação foi antecipada com exclusividade pelo Broadcast Político, primeiro serviço em tempo real do País na cobertura dos assuntos políticos.

Foto: Wellington Pedro - Imprensa MG
Legenda: Secretário Rômulo Ferraz, governador Antonio Anastasia e coronel Sant´Ana

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.