sexta-feira, 23 de Maio de 2014 07:18h

Governo de Minas cria grupo para dar suporte à criação de frigoríficos regionais no Estado

Secretarias darão assistência aos empreendedores em todos os estágios dos projetos

Os empresários que participarem do Programa de Regionalização de Frigoríficos de Minas Gerais (Profrig) terão atenção especial do Governo do Estado por meio de secretarias que atuam nos segmentos relacionados à viabilização dos projetos. O anúncio foi feito pelo secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, André Merlo, na primeira reunião do Grupo Gestor do Profrig, realizada nesta quarta-feira (21), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves.
De acordo com Merlo, esta é uma oportunidade para todos os empreendedores do setor de carnes. Ele informou que o Grupo Gestor será formalizado por uma resolução conjunta com a participação de representantes de seis secretarias de Estado e instituições vinculadas e vai analisar todos os aspectos relativos a cada proposta.
O secretário diz que o interesse em participar do programa já foi manifestado por 12 empreendedores. “Um volume expressivo, pois o objetivo inicial é criar pelo menos 21 abatedouros certificados em municípios e microrregiões do Estado. Todos os projetos que forem apresentados deverão atender ao abastecimento de carnes inspecionadas para 100 bovinos e suínos com investimentos em torno de R$ 4 milhões”, explica Merlo.
Regularização dos abates
O objetivo do Profrig é disponibilizar produtos de origem animal  inspecionados para toda a população mineira, pois o Estado tem uma importante participação no mercado de carnes do Brasil e se destaca com as exportações do produto, acrescenta o secretário.  “Os abatedouros terão orientação para desenvolver seus projetos tendo em vista a agregação de valor ao produto, o que possibilitará inclusive a colocação do produto no mercado mundial, garantia de boas receitas.” 
Ele ainda observa que a criação do Grupo Gestor – coordenado pela Seapa – deve fortalecer a aposta dos empreendedores no Profrig. “O grupo tem a missão de resolver todas as questões relativas à implantação e ao desenvolvimento de abatedouros de carne inspecionada e que contribuirão para a regularização dos abates em Minas Gerais”, assinala.
“Cada instituição do governo que participa do grupo atende às necessidades específicas dos empreendedores para a concretização de projetos sustentáveis”, diz o assessor técnico do programa Minas Carne da Secretaria da Agricultura, Bruno de Barros Ribeiro de Oliveira.
Já o subsecretário do Agronegócio da Seapa, Antônio Gama, e o diretor-geral do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Altino Rodrigues Neto, reforçam a importância do Profrig no combate ao abate clandestino. Para Neto, “o Grupo Gestor deve oferecer condições para que o Profrig sirva de modelo para o país”.    
O Grupo Gestor do Profrig é coordenado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com as vinculadas IMA e Emater-MG. Integram a parceria as Secretarias de Saúde, Fazenda, Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente, Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas, e o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.