quarta-feira, 25 de Abril de 2012 14:06h Marina Alves

Governo de Minas deverá receber 260 milhões para investimento em qualificação profissional

Investimento será destinado a construção de centros educacionais no Estado

Na última segunda-feira (23), o Governador do Estado de Minas Gerais, Antônio Anastasia participou da apresentação do Programa de Apoio a Competitividade da Indústria Mineira. A apresentação do projeto aconteceu no Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), na cidade de Belo Horizonte. A iniciativa foi da Confederação Nacional da Indústria, a CNI, através do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e tem como objetivo ampliar o atendimento aos jovens na educação profissional. Está previsto para o programa um investimento de R$ 260 milhões de reais, em inovação profissional e tecnológica. O valor é parte do Programa de Apoio a competitividade da Indústria Brasileira, que no Brasil irá investir um total de R$ 1,9 bilhões de reais. O programa da Confederação Nacional das Indústrias tem também a participação da Presidenta Dilma Rousseff. Além de equipar centros educacionais, o programa ainda vai implantar novos centros educacionais e construir novos institutos de desenvolvimento tecnológico no Estado.
O projeto possui como objetivo fazer com que a Indústria de Minas Gerais se torne mais competitiva e gere mais empregos de qualidade no Estado, aumentando assim o valor agregado dos produtos fabricados em Minas Gerais.
Antes da apresentação do Programa, no Cetec, o Governador do Estado, Antônio Anastasia e o vice-governador, Alberto Pinto Coelho, visitaram a mostra do Senai, com trabalhos de CFP’s de todo o país, nas áreas de desenvolvimento tecnológico, inovação e educação.

Investimentos

No Estado, serão construídos sete Centros de Formação Profissional (CFP’s) do Senai, além de três institutos Senai de Tecnologia, além da ampliação e modernização de dois Institutos Senai de Inovação, e será construída também uma nova unidade, além de novas quatro unidades móveis. No total, serão criadas 209,5 mil novas vagas para cursos profissionalizantes do Senai em todo o Estado, na área de atendimento aos 28 setores industriais brasileiros onde são oferecidas capacitações pelo Senai, e as obras deverão ficar prontas até o ano de 2015.
O Programa de Apoio a Competitividade da Indústria Brasileira tem projeções nacionais. O Senai deverá comprar 81 unidades móveis, e construir até o ano de 2014, 53 centros de formação profissional, além da reforma de 250 escolas e instalação de 23 institutos de inovação e 38 institutos de tecnologia.
No ano de 2011, foram assinados no total 162 protocolos de intenções de empresas, o que gerou um investimento de R$ 28,38 bilhões de reais. Em 2012 e 2013, é esperado que os investimentos no Estado superem o valor de R$ 47,9 bilhões de reais, de acordo com um estudo divulgado pelo Sebrae de Minas Gerais.
A abrangência do projeto será em todo o Estado de Minas Gerais, porém a Região Metropolitana de Belo Horizonte deverá ser mais contemplada, por oferecer cerca de 40% de mão de obra qualificada. Para atender de forma mais eficiente a indústria nacional, e torna-la mais competitiva, as unidades deverão funcionar em rede com as outras instituições que estão em fase de implantação no país.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.