quinta-feira, 13 de Março de 2014 06:12h

Governo de Minas inaugura Núcleo de Saúde Ocupacional na Cidade Administrativa

Iniciativa da Secretaria de Planejamento e Gestão vai reunir, na sede do Estado, serviços relacionados à saúde do servidor público.

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) inaugurou na última terça-feira (11) o Núcleo de Saúde Ocupacional da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves. O Núcleo vai integrar a estrutura da Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional (SCPMSO), da Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugesp), e tem como objetivo propor, desenvolver e implantar ações contínuas em saúde ocupacional, segurança no trabalho e promoção à saúde do servidor que trabalha na Cidade Administrativa.
O Núcleo vai funcionar no 13º andar do Prédio Gerais e terá  22 profissionais. Entre as ações previstas para este ano estão o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), a Gestão dos Acidentes de Trabalho, o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), a realização de exames médicos ocupacionais periódicos e perícias de atestados médicos - apenas para atestados inferiores a cinco dias.
Na abertura do evento, a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, lembrou que a implantação da unidade inicia a descentralização das ações de saúde ocupacional dos servidores, com ênfase em atividades e programas de prevenção e promoção à saúde. "A concentração de significativo número de servidores no complexo da Cidade Administrativa possibilitará maior efetividade nas ações voltadas para a promoção de saúde e bem estar do servidor", disse.
A superintendente Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional, Mirelle Gonçalves, destaca que a saúde ocupacional tem se apresentado como peça fundamental para o sucesso das organizações. "A promoção da qualidade de vida no trabalho tem efeitos práticos, contribuindo para a motivação do trabalhador, proteção da saúde com consequente redução de faltas. É importante também para a prevenção de acidentes de trabalho e de doenças ocupacionais", explicou.
Perícia
O servidor que trabalha na Cidade Administrativa, de posse de atestado médico inferior a cinco dias, no momento da marcação da perícia, pelo 155, deverá informar que é lotado na CAMG e terá sua perícia agendada para realização no Núcleo de Saúde Ocupacional. Este procedimento evita que o servidor que necessita de um afastamento curto se desloque ao Edifício Maletta, onde funciona a Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional.
Atendimento médico de urgência e emergência
A Cidade Administrativa já oferece um sistema de atendimento médico de urgência e emergência, localizado no subsolo do Prédio Gerais. O serviço pode ser solicitado pelo usuário por meio do ramal 112 ou diretamente no local. Este atendimento conta com uma equipe de seis profissionais e está disponível nos dias úteis e dentro do horário de funcionamento da Cidade Administrativa - das 7h às 19h.  Nos casos mais graves o servidor é levado para hospitais públicos ou privados.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.