quarta-feira, 12 de Novembro de 2014 12:36h

Governo de Minas premia ideias inovadoras no serviço público

Governador Alberto Pinto Coelho preside entrega do 9º Prêmio Excelência em Gestão Pública em Belo Horizonte

Gerenciamento de informações sem custo adicional no Programa Farmácia de Minas, combate a fraudes no programa Bolsa Família, redução de custos no processo de recuperação de estradas. Esses são alguns exemplos de ideias inovadoras criadas por servidores do Estado com o objetivo de contribuir para a melhoria da administração pública e que receberam o reconhecimento do Governo de Minas por meio da nona edição do Prêmio de Excelência em Gestão Pública.

Em cerimônia presidida pelo governador Alberto Pinto Coelho, foram premiados nesta quarta-feira (12/11) oito trabalhos de autoria de servidores do Governo de Minas. Além de placa, os ganhadores receberam das mãos de Alberto Pinto Coelho e de Júlio Onofre, presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), patrocinador do evento, cheques que totalizam R$ 40 mil.

Compromisso com a gestão

Para o governador de Minas Gerais, a premiação demonstra mais uma vez o compromisso assumido ao longo dos últimos anos com uma gestão eficiente, com planejamento estratégico e visão de curto, médio e longo prazos. “Não por acaso, ao longo dos últimos anos, inúmeros outros Estados, governantes do país e de fora, aqui estiveram para conhecer de perto esse trabalho, porque não há demérito nenhum em copiar o que vem dando certo”, disse Alberto Pinto Coelho.

Ele ressaltou que a diversidade das propostas evidencia a capacidade criativa dos servidores e irá contribuir com várias áreas de ação de Governo. O modelo de gestão e de valorização dos servidores, segundo o governador, é um grande legado para os próximos governos. “Saímos daqui com a sensação de que deixaremos ao final um Estado melhor, mais desenvolvido e mais igualitário. Qualquer governo que prossiga, por melhor que seja, por mais criativo, deve reconhecer que essas sementes plantadas que germinaram não terão retrocesso”, afirmou.

Número de inscrições

Foram inscritos 180 trabalhos, dos quais 169 foram considerados aptos a participar do prêmio. Os números indicam um crescimento de 56% com relação a 2013, quando foram inscritos 138 trabalhos e 108 estavam aptos a disputar a premiação. Os critérios utilizados foram inovação, relevância do tema, qualidade técnica, viabilidade de implantação, relevância dos benefícios gerados e relação custo/benefício.

A secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, destacou que o prêmio faz parte da política de recursos humanos do governo para o desenvolvimento das pessoas. Para ela, o crescimento do número de inscrições “mostra o engajamento das pessoas, a vontade de apresentar ideias que vão trazer resultados para o Governo de Minas e para a população do estado”.

“O sucesso de qualquer projeto de governo depende do engajamento das pessoas e, para isso, elas devem estar bem motivadas, com a valorização dos servidores”, completou Vilhena.

O servidor Thiago Almeida, ao falar em nome dos inscritos, elogiou a iniciativa do Governo de Minas. “Tenho muito orgulho de, em nome de todos, dizer como é bom participar desse prêmio. É tão gratificante poder receber um prêmio daquilo que a gente faz todos os dias. Esse tipo de reconhecimento com certeza é uma recompensa muito boa para quem trabalha pelo Estado de Minas Gerais”, afirmou.

Prêmio

Criado por meio do Decreto 44.077, de 2005, o prêmio reconhece projetos inovadores, ao mesmo tempo em que estimula o surgimento de novas ideias que contribuam para melhorar a prestação de serviços públicos à sociedade. Os trabalhos finalistas disputaram nas categorias “Ideias inovadoras implementáveis”, “Experiências e iniciativas de sucesso realizadas sem auxílio técnico/ financeiro”, e “Experiências e iniciativas de sucesso realizadas com auxílio técnico/ financeiro”.

Vencedores

Modalidade: Experiências e iniciativas de sucesso realizadas sem auxílio técnico/ financeiro

1º - “Projeto Caça-Laranjas” - combate a fraudes na composição societária de empresas, por inocentes úteis - beneficiários de Bolsa Família. - Armando Gomes David, Flávio Silva Andrada, Paulo Henrique Rocha Leão, Renato Zica de Oliveira e Daniel Marasquini Stipp (Secretaria de Estado da Fazenda).

2º - Portfólio de Projetos – Parceria por Minas: Governo Estadual e bancada parlamentar federal - Ivania Moraes Soares e Caio Túlio Guimarães de Souza (Seplag).

3º - Web-based Office Suites: Gerenciamento da informação sem custo adicional no Programa Farmácia de Minas em Casa - André Luiz Pereira; Farmácia de Minas - Belo Horizonte (Secretaria do Estado de Saúde).

 

Modalidade: Experiências e iniciativas de sucesso realizadas com auxílio técnico/ financeiro

1º - Parceria Público Privada para gestão de áreas das unidades de conservação estaduais, Parque Estadual do Sumidouro, Monumento Natural Gruta Rei do Mato e Monumento Natural Peter Lund – Projeto Rota Lund - Thiago Ferreira Almeida (Sede) e Danuza Aparecida de Paiva (Seplag).

2º - Processo seletivo unificado para residência médica - Antônio Fernandes Lages - (Fhemig).

3º - A concepção e implementação do novo modelo de manutenção da frota de veículos oficiais adotado pelo Poder Executivo do Estado de Minas Gerais - Leonardo Siqueira de Moura, Marcos Eduardo Silva Soares e Michele Mie Rocha Kinoshita – (Seplag).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.