sábado, 8 de Janeiro de 2011 00:00h

Governo investiu mais de R$ 10 mi no transporte em saúde

Planejado para assegurar aos cidadãos acesso aos serviços de saúde, por meio de um transporte eficiente e humanizado, o Sistema Estadual de Transporte em Saúde (Sets) beneficiou, em 2010, 723 mil cidadãos em mais de 43 municípios mineiros. Com investimentos da ordem de R$ 10,8 milhões, foram adquiridos 35 micro-ônibus com capacidade para 26 assentos, equipados com ar condicionado, poltronas reclináveis e televisão.

As frotas são monitoradas por satélite, prevenindo qualquer desvio de rota, o que garante a segurança dos passageiros. No momento da marcação da consulta o paciente recebe um ticket que confirma a sua vaga no micro-ônibus. Dentro do veículo um agente de saúde oferece suporte aos passageiros.

Além dos veículos, foram repassados aos municípios computadores e impressoras que são conectados, por meio de um software de agendamento de lugares, a uma rede de informações.

De acordo com a coordenadora do programa, Marta de Souza Lima, a forma mais eficiente de oferecer os procedimentos necessários a toda população é organizar uma rede em que as cidades que dispõem de mais estrutura ofereçam assistência às menores. “Para que essa rede funcione bem devemos ter um sistema de transporte em saúde eficiente e seguro. Por isso o Sets é o eixo de organização da atenção à saúde, pois possibilita o exercício da cidadania ao proporcionar o acesso do cidadão”, ressaltou.

Diariamente cerca de 6 mil pacientes são deslocados dos municípios do Estado às cidades polos micro e macrorregionais para realização de consultas e exames nos centros especializados. Hoje são 419 micro-ônibus, distribuídos nos 41 Consórcios Intermunicipais de Saúde do estado.

Ampliação
Desde 2005, o programa da Secretaria de Estado de Saúde (SES) contemplou 50 microrregiões do Estado o que corresponde a 66% de alcance, beneficiando 527 municípios. Além dos micro-ônibus, o Governo de Minas entregou 15 caminhões para o transporte de lixo hospitalar em municípios do interior. Os investimentos somam mais de R$ 84 milhões do Tesouro do Estado para garantir um transporte mais humanizado e eficiente

De 2005 a 2007 foram distribuídos 86 veículos, beneficiando uma população de mais de 1 milhão de habitantes em 109 municípios do estado, sendo contempladas as microrregiões de Juiz de Fora, Santos Dumont, São João del-Rei, Montes Claros/Bocaiúva, Janaúba, Mantena, Ponte Nova, Bicas, Campo Belo/Santo Antônio do Amparo e Águas Formosas.

Em 2008, foram disponibilizados 70 micro-ônibus e seis caminhões para a coleta de resíduos, o que significou a ampliação do sistema para 114 municípios, abrangendo uma população de cerca de 1,3 milhão de pessoas. As regiões contempladas foram: Brasília de Minas, Januária, Salinas/Taiobeiras, Francisco Sá, Coração de Jesus, Pirapora, Diamantina, Minas Novas, Itaobim e Araçuaí. Também foi contemplada a microrregião de Viçosa, no Leste mineiro.

Em 2009, a população beneficiada chegou a quatro milhões de pessoas em 257 municípios nas microrregiões de Almenara, Teófilo Otoni, Ipatinga, Manhuaçu, Muriaé, Alfenas/Machado, Guaxupé, Itajubá, Lavras, Poços de Caldas, Pouso Alegre, São Lourenço/Caxambu, Divinópolis/Santo Antônio do Monte, Bom Despacho, Ituiutaba, Patrocínio/Monte Carmelo, Patos de Minas, Curvelo, Sete Lagoas, Itabira, Betim.

A implantação do Sets nas microrregiões garante aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) acesso aos serviços de saúde de forma eficiente e humanizada. “Antes da implantação do sistema, havia precariedade na oferta de transporte, alto custo para os municípios e o não cumprimento de normas técnicas. O Sets vem garantir a eficiência dos programas prioritários do Governo do Estado na área da saúde”, finalizou a coordenadora do programa, Marta de Souza Lima.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.