quarta-feira, 25 de Maio de 2011 12:55h Liziane Ricardo

Greve dos pirotécnicos

Sindemg mantém proposta de 9% de reajuste salarial

Em greve por mais de nove dias corridos, os trabalhadores das fábricas de fogos de artifício em Santo Antônio do Monte reivindicam melhores salários. Em contrapartida, o Sindifogos e o Sindiemg se submeteram a duas novas propostas que foram formuladas pelo procurador do Trabalho Alessandro Beraldo, na manhã de ontem (24), durante a segunda audiência de mediação realizada na unidade do Ministério Público do Trabalho em Divinópolis.
O gerente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), regional Centro-Oeste, Átila Alves e Costa participou da audiência, e confirmou que o Sindemg, manteve a proposta de 9% de reajuste salarial. “A audiência no MPT foi uma forma de intermediar as negociações”, disse Átila Alves.


Entretanto, os trabalhadores das fábricas de fogos optaram por levar as propostas acima para serem discutidas em assembleia, e manterem contato entre si quanto ao que for decidido, bem como dar ciência ao Ministério Público do Trabalho sobre o andamento do caso.
Compareceram à audiência o gerente do Sindiemg Américo Libério da Silva; o presidente do Sindifogos Antônio Camargos dos Santos; o vice-presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) José Antônio de Lacerda e os vereadores Antônio Sebastião de Miranda (PV), Hilton Antônio Gonçalves (PTB), Edimilson Aparecido da Costa (PSDB) e Geraldo Magela Góis (PSDB).

 

 

PROPOSTAS


A primeira proposta prevê 9% de reajuste a partir de 1º de maio de 2011, acrescido de mais 1% a partir de 1º de outubro sendo este 1% incidente sobre os salários de abril/2011). Já a segunda proposta prevê 9,5% de reajuste, a partir de 1º de maio de 2011. “Em ambos os casos ficam mantidas as duas cestas básicas, e o piso de R$ 590,00. Para acertar os dias parados a proposta é que os empregados trabalhem quatro dias, com compensação até o final do ano, e as empresas abonem três dias, como de efetivo trabalho”, explicou Alessandro Beraldo.

 

A reportagem tentou entrar em contato com os representantes do Sindifogos e Sindiemg, sobre os resultados da assembleia, porém não obteve retorno até o fechamento da edição.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.