quinta-feira, 28 de Julho de 2016 14:52h Agência Minas

Grupo de Enfrentamento da Pobreza no Campo começa a elaborar Plano Estadual

Encontro definiu o regulamento que norteará as ações do Grupo Coordenador até a criação do Plano de Enfrentamento da Pobreza no Campo

Representantes de dez secretarias de Estado, da Emater, da Cemig, da Copasa, do ServasUemg e Fundação João Pinheiro (FJP)participaram, nesta quarta-feira (27/7), da Primeira Reunião Ordinária do Grupo Coordenador da Estratégia de Enfrentamento da Pobreza no Campo (Novos Encontros – Cidadania para Todos), conduzida pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), na Cidade Administrativa.

Na pauta da reunião, a discussão da proposta que vai estruturar o projeto de lei que criará o Plano de Enfrentamento da Pobreza no Campo. Para isso, os participantes, 27 especialistas e técnicos que refletem a intersetorialidade do trabalho, definiram o regulamento que norteará as ações do Grupo Coordenador.

 

 

Lançado em 29 de junho, o Novos Encontros foi apontado pelo governador Fernando Pimentel como o ato mais importante de sua administração, até então. Serão investidos R$ 1,3 bilhão com objetivos como facilitar que populações consideradas “invisíveis” tenham mais acesso a serviços públicos como saúde, assistência social, educação, energia elétrica, água tratada e outros. Na mesma ocasião do lançamento do Novos Encontros, o governador assinou o Decreto 339, criando o Grupo Coordenador.

 

 

Diagnóstico

Na próxima reunião, marcada para 17 de agosto, será discutida a proposta técnica de diagnóstico da pobreza no campo a ser feito pela FJP nos cinco territórios prioritários do Novos Encontros (Norte, Médio e Baixo Jequitinhonha, Alto Jequitinhonha, Mucuri e Vale do Rio Doce).

Nesses territórios estão 27 municípios nos quais vivem 40,6% das famílias extremamente pobres inscritas no CadÚnico em Minas Gerais. Apesar de abrigar 17% da população total do estado, esses territórios representam apenas 8% do PIB mineiro.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.