segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2016 12:33h Agência Minas

Hemominas reforça pedido de doação de sangue

Reservas em todos os hemocentros de Minas Gerais estão 11% abaixo do ideal. Situação é mais preocupante para os tipos sanguíneos ‘O’ positivo e negativo

O porteiro Júlio César Gomes, morador de Belo Horizonte, foi às ruas festejar solidariedade no carnaval deste ano. Na quarta-feira de cinzas, o voluntário, natural de Nova Belém, na região do Rio Doce, finalizou a festa no hemocentro da capital. "Sou doador há mais de três anos. Vou o máximo possível ao longo do ano, para fazer a minha parte", conta Júlio, que, atualmente, é doador fidelizado da Fundação Hemominas.

           Voluntários como Júlio, no entanto, continuam sendo poucos nos períodos de férias e de festividades. Tradicionalmente, esses intervalos contribuem para a redução significativa nos bancos de sangue. "O estoque em todo o estado está 11% abaixo do ideal, uma situação bastante preocupante. Estamos, inclusive, com baixas de cerca de 40% na reserva do tipo sanguíneo O- e de 30% do tipo O+. Em situações de emergência, o sangue O- é muito importante nos casos em que pessoas chegam aos hospitais sangrando muito", explica a gerente de captação da Fundação Hemominas, Heloísa Gontijo.

           Diante deste cenário, a Fundação Hemominas faz um apelo para que a população doe sangue, especialmente, nesta semana. "Pedimos às pessoas que nos ajudem a refazer o estoque. Em 2016, o carnaval veio numa sequência muito próxima ao mês de janeiro, de férias, época em que muitos estão viajando, estão fora de suas cidades", observa Heloísa. "Compareçam aos hemocentros. Liguem no número 155, opção 8, e marquem data e hora para a doação", reforça aos voluntários.

Para doar sangue, o candidato deve ter entre 16 e 69 anos, peso acima dos 50Kg, estar em condições plenas de saúde, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24h e estar alimentado. Na oportunidade, o candidato deve apresentar documento original oficial com foto, filiação e assinatura. São retirados aproximadamente 450ml de sangue, em poucos minutos, volume que, além de não fazer falta ao doador, contribui para salvar até quatro vidas.

Doador tanto de sangue, como também de plaquetas (células importantes para o processo de coagulação sanguínea), o porteiro Júlio Gomes incentiva a doação e deixa um recado para outros voluntários. “Não devemos esperar os estoques baixarem para comparecer. Temos que estar sempre ajudando as pessoas, tirando tempo para fazer a doação”, enfatiza.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.