terça-feira, 14 de Agosto de 2012 11:28h Gazeta do Oeste

Homem mata a mulher no Norte de Minas por causa de R$ 60 referentes ao Bolsa Família

A polícia está à procura de um homem que matou a ex-mulher a golpes de enxada e pedradas na cidade de Porteirinha, na Região Norte de Minas Gerais. Adilson José de Souza cometeu o crime após Dilma Maria de Souza recusar entregar R$ 60 a ele, referentes ao Programa Bolsa Família. Duas testemunhas já foram ouvidas sobre o caso.

O assassinato brutal aconteceu na segunda-feira da semana passada. Adilson foi até a casa da mulher à tarde para tentar pegar o dinheiro do programa. Dilma, que estava na porta da residência fazendo a capina do lote, afirmou que havia repassado a quantia a um dos filhos do casal.

Inconformado, o suspeito alegou que a mulher tinha mais dinheiro. Os dois começaram a discutir e, durante a briga, o homem tomou a enxada das mãos de Dilma, que correu para a casa ao lado, que pertencia a um familiar. Adilson foi atrás dela e desferiu dois golpes nas costas da vítima. “Depois que a mulher havia caído, ele pegou uma pedra e bateu na cabeça dela”, afirma o escrivão Weslen Conceição Santos.

A tia de Dilma presenciou o crime. Ela foi ouvida na delegacia da cidade e disse que o casal não estava mais junto. “A tia falou que o relacionamento havia terminado há um tempo e que Adilson ia todo mês procurar a mulher para pegar o dinheiro do Bolsa Família”, explica o escrivão.

Após o crime, o suspeito fugiu e ainda não foi encontrado. Testemunhas informaram à polícia que ele está escondido em um matagal. A Polícia Militar (PM) fez buscas no local, mas ele não foi encontrado. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.