sexta-feira, 19 de Outubro de 2012 16:34h Gazeta do Oeste

Horário de verão deve gerar economia de 5% na conta de energia

O horário de verão, que começa à zero hora do próximo domingo (21), deve gerar uma economia mensal de pelo menos 5% no consumo de energia elétrica nas residências de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais. Em todo o estado, até o dia 17 de fevereiro de 2013, a economia pode chegar a 88.000 MWh, quantidade suficiente para abastecer a cidade de Belo Horizonte por 10 dias, segundo a Cemig.

De acordo com o engenheiro de comercialização de energia da Cemig, Fabiano Mendoça, além da economia na conta de energia do consumidor, o horário de verão ainda otimiza a iluminação, pois alivia o sistema de operação da companhia. "No horário de pico (19h), nessa época do ano, há um consumo muito alto de energia. Com essa medida, o sistema não chega em sua carga máxima e opera com mais eficiência".
A Cemig informa que esta é a 42ª edição do horário de verão que, desde 2008, acontece no mesmo período. A medida é adotada em cerca 84 países. No Brasil, em 2011, foram economizados R$ 130 milhões. A estimativa deste ano é poupar R$280 milhoões, conforme estima o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.