domingo, 20 de Setembro de 2015 17:51h

IEF comemora Semana Florestal com o tema: mais árvores, mais vida

IEF comemora Semana Florestal com o tema: mais árvores, mais vida

Com o tema “Mais árvores, mais vida”, o Instituto Estadual de Florestas (IEF) promove, entre os dias 21 e 25 de setembro, a Semana Florestal 2015. As comemorações são alusivas ao Dia da Árvore, celebrado no dia 21. 
A abertura oficial das comemorações acontece na segunda-feira (21/09), às 11 horas, no hall do prédio Minas da Cidade Administrativa (CA), em Belo Horizonte. Na oportunidade será lançada a Revista das Unidades de Conservação.

O evento contará, também, com apresentação do Coral Canto de Minas; da Orquestra de Cordas do Centro de Formação Artística e Tecnológica (CEFART); de uma apresentação de dança de Rayanni Pires e Denise Fantini e com o espetáculo teatral Moderna Arte Negra.

Será realizado o plantio de uma espécie de Ipê Roxo nos jardins da CA, além da distribuição de 150 mudas de plantas nativas (Pau Brasil e Ipê Roxo) para os servidores da Cidade Administrativa e barraquinhas de pipoca e algodão doce.

A Semana Florestal tem o apoio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), da Secretaria de Estado da Cultura (SEC) e com o patrocínio do Banco KFW Brasil.

Conscientização
O IEF pretende conscientizar a população mineira sobre a importância do plantio das árvores para o solo, para as águas, para o ar, para os animais e, consequentemente, para a qualidade de vida.

Durante a semana, as 3.600 escolas estaduais realizarão o plantio de 7.200 árvores. A Secretaria de Estado da Educação (SEE) e o IEF distribuirão mudas para todas as escolas estaduais da Região Metropolitana de Belo Horizonte, e sementes para as demais.

“A ideia é plantar a consciência ambiental nas nossas crianças, nos nossos jovens e em todos os cidadãos do Estado”, declara Adriana Araújo, diretora-geral do IEF.

Uma árvore adulta absorve cerca de 250 litros de água, por dia, do solo.

Mais árvores significam menos enchentes, menos deslizamentos, menos desmoronamentos, menos acidentes, menos tragédias, mais vida.

As raízes das árvores absorvem os nutrientes de matérias orgânicas (como fezes de animais) e os transformam em alimentos para toda a planta. Além disso, as folhas, os frutos, a madeira e a própria raiz servem de alimentos para inúmeros seres vivos.

Mais árvores, mais alimentos, mais vida.

As folhas que caem das árvores protegem o solo dos pingos de chuva, que causam erosão. Por sua vez, a erosão prejudica rios, solos e animais.

Nos rios, é a erosão que leva a terra e a areia para o leito, fazendo com que o rio fique mais raso. Consequências: menos água e mais mortandade de peixes.

A erosão deixa o solo mais desprotegido, ao carregar as sementes que poderiam germinar e recompor a vegetação.

Para os animais, a erosão também é altamente prejudicial. Ela cobre e carrega ninhos feitos no chão, matando filhotes. Além disso, sem folhas e frutos, que servem como alimentos, os animais acabam se mudando para outros locais ou mesmo morrendo de fome.

Mais árvores, menos erosão, mais água, mais rios, mais alimentos, mais animais, mais vida.

Uma árvore transpira, por folha, a cada dia, até 60 litros de água. O vapor se mistura com as partículas de poluição do ar e se acumulam nas nuvens. Resultado? Chuva. E com a chuva, toda a natureza agradece.

Mais árvores, mais chuva, mais vida.

Mais árvores também significam mais sombra. Imagine um mundo sem sombra...um mundo onde a proteção natural das árvores dará lugar à proteção incômoda e ineficiente do guarda-sol. Imagine.

Mais árvores, mais sombra, menos incidência dos raios solares, mais saúde, mais vida.

Um mundo sem árvores também significa um mundo em que coisas simples, como respirar, podem se tornar bem, mas bem complicadas. As árvores, principalmente as mais jovens, aquelas recentemente plantadas, produzem mais oxigênio.

Ou seja, plantar uma árvore significa mais oxigênio. E mais oxigênio é igual a mais vida.
Gosta de maçã? De jabuticaba? Pitanga? Goiaba? Pêssego? Acerola? Enfim, gosta de fruta? Plante uma árvore.

Mais árvores, mais frutas, mais sucos, mais saladas, mais doces, mais sabor, mais vida.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.