segunda-feira, 4 de Novembro de 2013 11:25h

Iepha/MG entrega mais duas obras restauradas pelo Minas Patrimônio Vivo

Programa entregou a primeira etapa de restauração do Sobrado Dário Magalhães, em Minas Novas, e da Igreja Matriz de Santo Antônio, em Itacambira

O Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha/MG), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, entregou duas obras que estavam sendo restauradas dentro do programa Minas Patrimônio Vivo. Trata-se da primeira etapa das obras de restauração arquitetônica do Sobrado Dário Magalhães, em Minas Novas, e a restauração da Igreja Matriz de Santo Antônio, em Itacambira.

 

A intervenção no Sobrado Dário Magalhães começou em fevereiro deste ano, tendo sido concluída a primeira etapa no dia 22 de outubro. A obra, que custou até agora mais de R$ 820 mil, consistiu em restauro da cobertura, pisos, portas, janelas, estrutura predial e pintura. A restauração da Igreja Matriz de Santo Antônio, que começou e terminou nas mesmas datas do Sobrado Dário Magalhães, custou aproximadamente R$ 600 mil e lá também foram realizadas reforma na cobertura, pisos, portas, janelas, estrutura predial e pintura.

 

Minas Patrimônio Vivo

 

O programa Minas Patrimônio Vivo foi criado pelo governador em 2011 e trabalha a proteção do patrimônio cultural de Minas Gerais, sendo executado pela Secretaria de Cultura do Estado através do Iepha/MG. O programa prevê uma série de ações simultâneas que tem como objetivo restaurar e conservar a estrutura física dos bens tombados e também garantir a segurança de obras artísticas a partir da instalação de sistemas contra furtos, de prevenção e combate a incêndios. Na primeira etapa estão sendo investidos R$5.686.405,49 para a recuperação de 16 bens. O prazo de conclusão dos contratos é de 3 a 5 meses, para projetos, e de 6 a 18 meses, para obras.

 

Outras obras

 

Em março foram finalizadas as obras de restauração arquitetônica do Sobrado do Inconfidente Domingos de Abreu Vieira, em Berilo, no valor de R$ 365 mil. Já no mês de abril, o Iepha/MG recebeu as obras da 2ª etapa de restauração da Igreja de são Francisco de Assis, em Pitangui, custando R$ 237 mil.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.