segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2016 10:29h

Implantação de Feira da Agricultura Familiar e Artesanato deve melhorar vendas do setor em Brumadinho, região Central de Minas

Emater-MG fez o projeto técnico e orienta os produtores

Os agricultores familiares de Brumadinho, região Central de Minas Gerais, ganharam um espaço para comercializar os seus produtos. No último sábado, 20 de fevereiro, foi inaugurada a Feira da Agricultura Familiar e Artesanato no município. A iniciativa, que deve contribuir para melhorar as vendas do setor, é uma parceria entre a Emater-MG, Prefeitura de Brumadinho e Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário.

 

 

A feira funcionará aos sábados de 8h às 13h, na avenida Itaguá, no bairro Progresso (em frente à quadra municipal de esportes). O local foi cedido pela prefeitura, que fez adequações, como melhoria do piso, instalação de tomadas elétricas, pias, lixeiras e banheiros químicos. A Emater-MG foi a responsável pela elaboração do projeto técnico da feira. A empresa também é responsável pela orientação técnica e organização dos produtores.
“O objetivo é apoiar o desenvolvimento da agricultura familiar e propiciar a oferta de alimentos frescos e saudáveis à população urbana”, diz a gerente regional da Emater-MG em Belo Horizonte, Mariza Flores.

 

 

Trinta produtores serão beneficiados e poderão comercializar seus produtos na feira. As barracas foram doadas pela Prefeitura de Brumadinho, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário e Emater-MG , por meio do programa Minas Sem Fome. Cada instituição doou dez barracas.

 

 

 

“Para os produtores é uma oportunidade de comercializar diretamente sem atravessadores; interagir com o consumidor e conhecer suas preferências. Para os consumidores é uma oportunidade de adquirir alimentos frescos e saudáveis a preços acessíveis”, afirma Mariza Flores.

 

 

“A feira vai impulsionar as vendas da agricultura familiar no município. Há vários produtores nos procurando para participar da feira, que tem uma ótima localização”, ressalta o técnico da Emater-MG em Brumadinho, Mauro Ambrósio da Silva Júnior.

 

 

 

Márcio José da Silva é horticultor e mora no Assentamento Pastorinhas. Apesar de morar em Brumadinho, ele comercializa suas hortaliças em Belo Horizonte, em feiras organizadas pela prefeitura. A partir de agora, com a inauguração da Feira da Agricultura Familiar e Artesanato, ele terá um espaço para vender suas hortaliças no município. “ É uma grande oportunidade. É um espaço na própria cidade e isso facilita muito. Brumadinho precisava de um local como esse”. Com a feira, Márcio da Silva espera aumentar em média 10% as vendas.

 

 

Em seu primeiro dia de funcionamento, a Feira da Agricultura Familiar e Artesanato agradou os consumidores, que elogiaram a qualidade dos produtos. “ Eu adorei tudo. As verduras são frescas e novas. É melhor comprar um produto que a gente sabe da procedência e da qualidade”, diz a consumidora Sergiana Pereira Torres.

 



Minas Sem Fome

A Emater–MG, por meio do Minas Sem Fome, desenvolve ações para fortalecer este canal de comercialização nos municípios mineiros. Um exemplo é a distribuição de kits para organizar e padronizar as feiras livres. Além das barracas, os kits são compostos de jalecos e balanças digitais. De acordo com a Emater-MG, entre 2010 e 2015 foram distribuídos 127 kits de feira livre, beneficiando 2.340 produtores, em 104 municípios. Para 2016, está previsto pela Emater-MG a distribuição de 64 kits, beneficiando 1.280 produtores, em 64 municípios.

 

 

O Minas Sem Fome é um programa do governo de Minas Gerais, gerenciado pela Emater-MG, que tem o objetivo de buscar a segurança alimentar e nutricional, com redução da pobreza, resgate da cidadania e inclusão produtiva. O programa beneficia a população rural e urbana, em situação de vulnerabilidade social, organizada por meio de entidades comunitárias, sem fins lucrativos e legalmente constituídas, com projetos de interesse coletivo.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.