sexta-feira, 15 de Junho de 2012 14:16h Atualizado em 15 de Junho de 2012 às 14:17h. Camila Caetano

Liberados recursos para segurança pública de MG

Presente em Minas Gerais desde segunda-feira, 11 de junho, a comitiva do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) realizou nesta quinta-feira algumas visitas a um Centro de Prevenção à Criminalidade (CPC) e a um centro socioeducativo do Estado, e hoje serão discutidas propostas com o Ministério Público sobre combate ao crime organizado.

 


O BID está realizando uma avaliação da operação de crédito que visa conceder um empréstimo de até R$160 milhões que serão aplicados nas ações da Defesa Social e Segurança Pública.

 

A comitiva pretende assim conhecer todas as áreas que apresentam algum programa que é financiado pelo BID. De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social, os problemas e possíveis soluções serão expostos até hoje para o gerente da operação pelo BID, Dino Capriolo; a representante da área de Instituições para o Desenvolvimento do Banco, Joan Serra Hoffman; o coordenador geral do programa, Gustavo Beliz; a especialista do Fórum Brasileiro de Segurança Pública; Ana Maura Tomesani, e os representantes do Escritório das Nações Unidas Sobre Drogas e Crimes (UNODC) no Brasil, Bo Mathiasen e Nivio Nascimento. 

 

Além disso, será esclarecida qualquer dúvida quanto à preparação dos documentos necessários para realizar as análises técnica, econômica, ambiental e institucional dos projetos. Com esse empréstimo, acredita-se que o índice de violência em Minas Gerais diminua relativamente, sendo que os recursos poderão ser utilizados até 2014. 
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.