quarta-feira, 4 de Julho de 2012 09:07h Atualizado em 4 de Julho de 2012 às 09:11h. Gazeta do Oeste

Mais de 2 mi de veículos continuam sem licenciamento em Minas

De acordo com a Polícia Civil, o principal motivo para não ter sido emitido o documento 2012 em Minas Gerais é o débito do seguro obrigatório. O percentual de veículos nestas condições é de 24,21%

Mais de 2,3 milhões de veículos ainda estão sem licenciamento em Minas Gerais. Os dados divulgados nesta terça-feira (03) pela Polícia Civil mostram que 33% da frota ainda não teve a situação regularizada junto ao órgão de trânsito. Segundo as estatísticas da polícia, 4,8 milhões de veículos já foram licenciados. A frota em condição de regularização em Minas é de 7,1 milhões de veículos.

 

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o principal motivo para não ter sido emitido o documento 2012 em Minas Gerais é o débito do seguro obrigatório. O percentual de veículos nestas condições é de 24,21%. Em segundo lugar está o débito com a taxa de licenciamento, com cerca de 1,7 milhões de veículos ou 23,79% da frota. A inadimplência com o IPVA representa 20,13% ou 1,4 milhões de veículos ainda sem licenciamento. Mais de 700 mil veículos ainda possuem débitos com multa (10,42%), impedimentos (4,37%), com reserva financeira (1,69%) e comunicação de venda (1,8%).

 

Belo Horizonte

 

Na capital mineira, os índices de inadimplência descrevem o mesmo cenário: em primeiro lugar está o débito com o Seguro Obrigatório, com 252 mil veículos ou 19%. Em seguida, a taxa de licenciamento que corresponde a 239 mil veículos ou 18%. Em terceiro, o débito com IPVA, com 204 mil veículos ou 15%. As multas representam 155 mil veículos ou 11,67% dessa frota. Segundo a Polícia Civil, 1,3 milhões de veículos estão em condição de licenciamento em Belo Horizonte.

 

Obrigatoriedade

 

Desde o último domingo (01), o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) 2012 passou a ser exigido, em toda Minas Gerais, para os proprietários de veículos com final de placas 5, 6 e 7.

 

A novidade para este ano foi a antecipação em três meses da exigência do CRLV para a frota em circulação no Estado. Em maio e junho, a exigência de portar o licenciamento do ano vigente passou a valer para os proprietários de veículos de final de placa 1, 2, 3 e 4.

O certificado de licenciamento anual é enviado pelos correios, com Aviso de Recebimento (AR). O site www.correios.com.br disponibiliza a informação de entrega. Após a terceira tentativa, o documento é encaminhado para as unidade da Unidade de Atendimento Integrado (UAI) na capital e em Juiz de Fora. Nas demais cidades do interior, o documento fica disponível ao proprietário do veículo nas Delegacias de Trânsito.

 

Se contatado algum débito, como multas, IPVA, seguro obrigatório ou taxa de licenciamento, o documento 2012 não é emitido. Nesses casos, o proprietário deverá regularizar a situação do veículo e procurar a Divisão de Registro de Veículos (DRV) do Detran/MG, na capital. No interior, o proprietário deve procurar as unidades de trânsito para a emissão do documento. O site do Detran/MG, www.detrannet.mg.gov.br, permite ao condutor verificar a pendência constante e impressão do extrato de multa para a quitação do débito. O proprietário que não tiver acesso à internet, pode ligar para a Central de Atendimento do Detran/MG, através do número 155, para obter informações sobre a situação do veículo ou procurar o serviço nas unidades de autoatendimento.

 

Quem for flagrado sem o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo, pode receber multa de R$ 191. Além disso, serão incluídos sete pontos na carteira, recolhimento do CRLV e apreensão do veículo.
 

 

 

 

O TEMPO

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.