quinta-feira, 3 de Setembro de 2015 12:39h

Mais de duas mil pessoas participam da instalação do Fórum Regional Metropolitano, em Contagem

Fernando Pimentel destaca a importância da participação popular na definição de prioridades para avançar nas políticas públicas regionalizadas

Mais de duas mil pessoas participaram, na manhã desta quinta-feira (3/9), em Contagem, da instalação do Fórum Regional de Governo – Território Metropolitano, que tem como principal objetivo oficializar a participação popular na elaboração, execução e avaliação de políticas públicas regionalizadas. O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, destacou em seu discurso a importância do programa para definir as prioridades de cada região, evitando o desperdício de tempo e de recursos.
“De fato, tem gente que não acredita nesse modelo, nesse sistema, nessa organização, na participação do povo, no diálogo, na possibilidade de você construir um governo eficiente, ouvindo as pessoas. Nós fomos governados por 12 anos em Minas Gerais por gente que não acreditava nisso”, afirmou o governador, ressaltando que a definição de prioridades é a melhor maneira de se governar de forma eficiente, principalmente com a dificuldade financeira da nova gestão, que encontrou um déficit de R$ 7,2 bilhões no orçamento para este ano.
“São reivindicações localizadas, às vezes coisas pequenas, mas que não foram resolvidas. Ficam paradas por anos porque o Governo não sentava para conversar com quem vive os problemas, sejam os prefeitos, a sociedade organizada, os movimentos sociais, os empresários. Será que se o povo mineiro tivesse sido ouvido o Governo do Estado teria gasto na época R$ 2 bilhões para construir aqueles prédios em Venda Nova e colocar aquele título bonito de Cidade Administrativa? Para que aquele mundo de dinheiro para construir aqueles prédios? Havia tanto jeito de resolver. Então porque não chegou perto das pessoas e consultou sobre qual é a real necessidade do Estado?”, ressaltou o governador.

O território
O Território de Desenvolvimento Metropolitano é integrado por 90 municípios, divididos em 11 microterritórios: Belo Horizonte, Nova Lima, Caeté, Betim, Contagem, Guanhães, Itabira, João Monlevade, Ouro Preto, Sete Lagoas e Vespasiano.
Os grupos são articulados envolvendo representantes do Governo do Estado, de órgãos federais de expressão regional, prefeitos, vereadores, entidades empresariais e sindicais e representantes do Poder Legislativo estadual e federal, além de representantes da sociedade civil, que serão maioria nos colegiados.
Esta foi a décima terceira instalação de um Fórum Regional, do total de 17 a serem inaugurados. Mais de 12 mil pessoas já participaram dos encontros em várias regiões do estado. Os dados irão ajudar na elaboração do Plano Plurianual de Ações Governamentais (PPAG) e do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI).
“Os fóruns nos permitem cumprir o compromisso de trabalhar com transparência para diminuir as desigualdades sociais, criando uma proposta de desenvolvimento regional. As prioridades escolhidas pela população estarão em uma lei que irá orientar o trabalho do Governo nos próximos quatro anos”, explicou o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães.
A mudança de atitude da nova gestão, segundo o prefeito de Contagem, Carlin Moura, já foi sentida em diversas ações no município, com investimentos na ampliação da rede de educação infantil, na instalação das câmeras do Olho Vivo, na inauguração do Conjunto Habitacional Barraginha, na retomada de obras da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e na inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) JK.
“Há muito Minas Gerais esperava por esse momento do encontro do seu povo com o seu governante. E isso tem um significado muito forte, porque mineiro que não dialoga não é verdadeiramente mineiro. Temos que parabenizar o governo de diálogo voltado para as prioridades de nossa gente”, afirmou o prefeito.

Mobilização 
Articulador dos Movimentos Sociais de Betim, Frei Felipe Marcelino da Silva aprovou a iniciativa do Governo em ampliar o diálogo com a população, para, segundo ele, “romper o abismo construído nos últimos anos entre as demandas populares e o Governo Estadual”.
“Esperamos que, com este fórum, enquanto espaço para se ouvir os diversos segmentos da região, consigamos mudar essas situações, iniciando um novo tempo em nossa política, com um Governo mais atento e mais sensível às demandas da população”, disse Frei Felipe.
A deputada estadual Marília Campos, que representou a Assembleia Legislativa no evento, destacou a importância de se descentralizar o processo de decisão. “Nós sabemos que a população é a melhor fonte de consulta para elaborar diagnósticos. Nós sabemos que os cidadãos sabem quais são as soluções para os seus problemas, porque todos nós queremos viver melhor em nossas cidades. Essa proposta de construir os fóruns não apenas democratiza e constrói cidadania, mas descentraliza o desenvolvimento econômico e social do nosso estado”, afirmou.
Também participaram da solenidade secretários de Estado, diretores de empresas ligadas ao Estado, prefeitos, deputados federais e estaduais, vereadores, presidentes de associações de municípios e representantes de diversos movimentos sociais.

Municípios integrantes do Território da Metropolitano

Araçaí

Fortuna de Minas

Pequi

Baldim

Funilândia

Piedade dos Gerais

Barão de Cocais

Guanhães

Prudente de Morais

Bela Vista De Minas

Ibirité

Raposos

Belo Horizonte

Igarapé

Ribeirão das Neves

Belo Vale

Inhaúma

Rio Acima

Betim

Itabira

Rio Manso

Bom Jesus do Amparo

Itabirito

Rio Piracicaba

Bonfim

Itambé do Mato Dentro

Rio Vermelho

Braúnas

Jaboticatubas

Sabará

Brumadinho

Jequitibá

Sabinópolis

Cachoeira da Prata

João Monlevade

Santa Bárbara

Caetanópolis

Juatuba

Santa Luzia

Caeté

Lagoa Santa

Santa Maria de Itabira

Capim Branco

Maravilhas

Santana de Pirapama

Carmésia

Mariana

Santana do Riacho

Catas Altas

Mário Campos

Santo Antônio do Itambé

Conceição do Mato Dentro

Materlândia

Santo Antônio do Rio Abaixo

Confins

Mateus Leme

São Domingos Do Prata

Congonhas do Norte

Matozinhos

São Gonçalo do Rio Abaixo

Contagem

Moeda

São Joaquim de Bicas

Cordisburgo

Morro do Pilar

São José da Lapa

Crucilândia

Nova Era

São Sebastião do Rio Preto

Dionísio

Nova Lima

Sarzedo

Divinolândia de Minas

Nova União

Senhora do Porto

Dom Joaquim

Ouro Preto

Serra Azul de Minas

Dores de Guanhães

Papagaios

Sete Lagoas

Esmeraldas

Paraopeba

Taquaraçu de Minas

Ferros

Passabém

Vespasiano

Florestal

Pedro Leopoldo

Virginópolis

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.