segunda-feira, 11 de Janeiro de 2016 11:06h Agência Minas

Manifestações na Ouvidoria-Geral do Estado de Minas Gerais batem recorde em 2015

No total, foram 23.577 manifestações registradas pelos cidadãos mineiros, de janeiro a dezembro de 2015

Relatório da Ouvidoria-Geral do Estado de Minas Gerais (OGE) aponta recorde de manifestações recebidas pelo órgão. No total, foram 23.577 manifestações registradas pelos cidadãos mineiros, de janeiro a dezembro de 2015. Em relação a 2014, houve um crescimento percentual de 19,66%. As quase 24 mil manifestações registradas na OGE em 2015 representam o maior número da série histórica da OGE, iniciada em 2006. As manifestações encerradas em 2015 somam 21.117. As demais ainda se encontram em tramitação pelos diversos órgãos do Estado.

A OGE é dividida em seis ouvidorias especializadas. A mais demandada em 2015 foi a Ouvidoria de Saúde, com 6.234 manifestações (26,44%). Na segunda posição do ranking, está a de Polícia, com 4.664 registros (19,78%). Em seguida, a Educacional, com 4.592 (19,48%). A quarta ouvidoria especializada mais procurada pela população foi a de Fazenda, Patrimônio e Licitações Públicas, com 2.772 manifestações (11,76%). As ouvidorias do Sistema Penitenciário e Ambiental receberam 2.607 (11,06%) e 519 (2,20%) respectivamente. Os casos finalizados logo no primeiro atendimento somam 2.189 (9,28%).

Para o ouvidor-geral do Estado, Fábio Caldeira, o aumento das manifestações na OGE é resultado de diversas ações que aproximaram o órgão da população. “Em 2015, participamos dos Fóruns Regionais e aproveitamos para também realizar Ouvidorias Móveis em algumas dessas cidades. Foram mais de 9 mil quilômetros percorridos pela nossa equipe. Estivemos, portanto, mais perto dos cidadãos das 17 regiões administrativas do Estado”, informou.

Segundo ele, essas ações no interior – e também na capital e na Região Metropolitana de Belo Horizonte – são acompanhadas de estratégias de divulgação dos canais de acesso à Ouvidoria junto aos meios de comunicação. “Apesar de ter sido criada em 2004, a OGE ainda não é amplamente conhecida pelos cidadãos. Em 2015, conseguimos uma projeção maior. Quanto mais conhecida, mais procurada a OGE é”, analisou Fábio Caldeira.

 

Municípios mais demandados

Belo Horizonte continua sendo o município que mais registrou demandas na OGE. Em 2015, foram 7.052 manifestações originadas da capital mineira. Entre os mais demandados, também estão os municípios de Ribeirão das Neves (700), Uberlândia (672), Juiz de Fora (662) e Contagem (618). Em todos esses municípios, a OGE realizou Ouvidorias Móveis em 2015.

 

Meios de contato

A internet foi o meio mais utilizado para realiza manifestações junto à Ouvidoria. Metade (50%) dos cidadãos que entraram em contato com a OGE utilizou o site (www.ouvidoriageral.mg.gov.br). O Disque Ouvidoria (telefone 162) ficou em segundo lugar, com 33% de utilização. Outros meios também foram acessados, como atendimento presencial (5%) e cartas (3%).

 

Tipologias

As “reclamações” lideram o ranking de tipologias das manifestações. Nesta categoria foram identificados 10.034 registros. “Denúncias”, “pedido de informações” e “solicitações” atingiram, respectivamente, 5.075, 3.504 e 3.491. A tipologia “crítica” marcou 773 manifestações e “sugestões”, 382. Foram feitos 318 “elogios” na OGE ao longo de 2015.

 

Serviço

A OGE recebe manifestações pelo Disque Ouvidoria (telefone 162), pelo site (www.ouvidoriageral.mg.gov.br) ou na sede do órgão (Rodovia Pref. Américo Gianetti, 4001 - Bairro Serra Verde – Belo Horizonte - MG - Prédio Gerais /12º Andar - CEP 31.630-901). Ofícios e cartas também serão aceitos como manifestações. Na Casa de Direitos Humanos (Avenida Amazonas, 558 - Centro de Belo Horizonte), o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.