quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2016 11:18h Agência Minas

Maternidade Odete Valadares recebeu 3.120 litros de leite humano em 2015

Além do banco de leite, são oferecidos diversos serviços e orientações sobre a importância do aleitamento materno

A maternidade Odete Valadares recebeu, no ano passado, 3.120 litros de leite humano em doações. Um aumento de 5% em relação ao ano de 2014, em que foram recolhidos 2.980 litros. Já o número de doadoras cresceu 13,5% no mesmo período, pulando de 2.768 para 3.195. Com as doações, a maternidade conseguiu atender cerca de 1.200 bebês prematuros ou apresentando doenças como diarreia, heteroinfecções, infecções respiratórias, intolerância a outros tipos de leite, entre outros casos.

 

Segundo a Coordenadora do Banco de Leite Humano da Maternidade Odete Valadares, Maria Hercília de Castro, as doações de leite humano são importantes e podem até salvar vidas, já que o leite materno é o melhor alimento para os bebês. “O leite materno possui substâncias que protegem contra doenças como a diarréia, que pode causar desidratação, desnutrição e morte, pneumonias, infecção de ouvido, alergias e muitas outras doenças”, diz.

 

Para doar, não é preciso nem sair de casa. As mães interessadas podem ligar para a maternidade e fazer um pré-agendamento por telefone. Caso a doadora se encaixe no perfil, é feito um agendamento e os técnicos da maternidade vão até a casa da interessada. Lá, ela será ensinada sobre como deve ser retirado e coletado o leite. Uma semana depois, a equipe retorna à casa da doadora para pegar o leite coletado, rotina que se mantém enquanto a mãe puder fazer as doações.

 

 

Ainda de acordo com Maria Hercília, a amamentação supre todas as necessidades dos primeiros meses de vida para o bebê crescer e se desenvolver saudavelmente.

“O leite materno é um alimento completo porque contêm vitaminas, minerais, gorduras, açúcares, proteínas, todos apropriados para o organismo do bebê. Além disso, o leite também possui muitas substâncias nutritivas e de defesa, que não se encontram no leite de vaca e em nenhum outro leite”, completa Maria Hercília.

 

 

 

Serviço

O Banco de Leite Humano da Maternidade Odete Valadares funciona de segunda a sexta-feira de 8 às 17 horas, e é aberto ao público. Gestantes e mães que possuem dúvidas no aleitamento materno ou que não estejam conseguindo amamentar seus bebês podem ir até o local para receber orientações. Elas podem vir com os seus bebês e um acompanhante.

Além de fornecer atendimento individualizado para as futuras ou já mamães, o banco de leite também fornece leite humano pasteurizado, para bebês prematuros ou doentes que precisam do leite como fonte de sobrevivência.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.