sexta-feira, 3 de Julho de 2015 13:51h

Mateus Leme inaugura maior programa de acesso à Educação Infantil da história

UMEI D. Carmita será entregue à sociedade em julho para receber 312 alunos da Educação Infantil

Construída com capacidade para acolher até 312 alunos, em dois períodos, a Unidade Municipal de Educação Infantil – UMEI D. Carmita, faz parte do maior programa de valorização e investimento do governo federal e da Prefeitura de Mateus Leme na Educação Infantil do município.

A inauguração da UMEI, no próximo dia 11 de julho (sábado), é o passo conclusivo para a entrega da Unidade, que receberá os primeiros alunos no segundo semestre do atual ano letivo, no dia 03 de agosto.

A UMEI D. Carmita vai acolher crianças em duas faixas etárias. Alunos da creche, com três anos de idade, e matriculados na Pré-Escola, aqueles com quatro anos completos.

As crianças que vão ingressar este ano na UMEI foram selecionadas a partir de um levantamento de demanda realizado pela Secretaria Municipal de Educação em agosto de 2014. Este ano, também em agosto, os pais de alunos com idade entre 0 e 4 anos serão novamente chamados para um recadastramento que vai apontar a demanda por vagas e apresentar os critérios para o ingresso de estudantes no próximo ano letivo, que começa em 2016.

A inauguração da UMEI D. Carmita vai descentralizar o acesso à educação infantil e oferecer um espaço adequado para as crianças que estão começando a vida escolar. O espaço planejado foi construído em consonância com o padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que propicia um ambiente lúdico e criativo, com acessibilidade aos portadores de necessidades especiais, priorizando a funcionalidade, a segurança e a facilidade de manutenção.

 

Espaço Físico

Para garantir o conforto e a segurança dos futuros alunos, a UMEI D. Carmita foi construída em uma área plana com mais de 5 mil m² no bairro Nossa Senhora do Rosário. A unidade terá uma área útil de 1.237 m² projetada para oferecer

·         08 amplas salas de aula

·         Sala de informática e multiuso

·         Banheiros adaptados para crianças e portadores de necessidades especiais

·         Escovário

·         Lactário

·         Cozinha completamente equipada com eletrodomésticos e utensílios

·         Ampla área de convivência com pátio coberto

·         Teatro de Arena

·         Playground

·         Lavanderia

·         Salas administrativas para professores e funcionários

·         Estacionamento próprio

Breve histórico

O governo federal criou o Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para Rede Pública de Educação Infantil (Pró-Infância), por considerar que a construção de creches e escolas de Educação Infantil, bem como a aquisição de equipamentos para a rede física escolas desse nível educacional, são indispensáveis à melhoria da Educação nos municípios.

O programa foi instituído pela resolução n.º 06, de 24 de abril de 2007, e é parte das ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PNE) do Ministério da Educação. Plano que o município de Mateus Leme aderiu ao Compromisso Todos Pela Educação, em 2007.

A adesão ao programa nasceu da vontade política da Administração Municipal de 2005-2008. A administração 2009-2012 e a atual administração 2013-2016 empenhadas na construção da Unidade Pró-Infância, com infraestrutura adequada aos padrões de qualidade propostas pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), abraçaram e acolheram a possibilidade de oferecer à Mateus Leme uma escola modelo, exclusivamente de Educação Infantil e com os Parâmetros Básicos de Infraestrutura de Educação Infantil.

Em 2009 os esforços da Secretaria Municipal de Educação e engenheiros da Prefeitura de Mateus Leme garantiram ao município o cumprimento de requisitos que possibilitaram a habilitação de Mateus Leme junto ao MEC para a construção da primeira UMEI no município, que começou em 14 de outubro.

UMEI Carmita Vilaça Guimarães - Dona Carmita

Natural de Esmeraldas, município vizinho a Mateus Leme, Carmita Vilaça Guimarães, nasceu em 21 de junho de 1924. Era a caçula de uma família de oito irmãos.

Filha de uma família humilde, pai carpinteiro e mãe doméstica, mudou-se ainda na infância para Mateus Leme, em 1936, quando tinha 12 anos de idade.

A vontade de ajudar a família fez Carmita começar a trabalhar cedo. Antes de completar 13 anos foi morar como ajudante doméstica na Casa Paroquial servindo à Igreja que na época era presidida pelo Padre Hermenegildo Vilaça, mais conhecido como Padre Vilaça.

Os ensinamentos religiosos e o aprendizado como doméstica ajudaram na formação da jovem que, tão logo se tornou adulta, ganhou a permissão dos pais para trabalhar em casas de família em Mateus Leme e em Itaúna.

Foi mãe de nove filhos, dois quais seis estão vivos: Regina Sônia, Clarice, Milton, Murilo, Mírian Aparecida e Marlon Aurélio. Casou-se com Gerson da Silva Lataliza. Como avó manteve, enquanto viva, um carinho extremo pelos 14 netos (Kleber Müller, Kênia, Wender, Karen, Ângelo, Clessius, Ludymilla, Thiago, Diego, Luan, Michel, Márlon, Mariana e Sofia). É bisavó de quatro bisnetos (Nathan, Renan, Henry e Heitor).

Para sustentar a própria família, Carmita acumulava os afazeres domésticos com tarefas que lhe permitia complementar a renda. Fez serviços manuais tricotando e fabricou doces, quitandas e salgados para vender.

Na educação contribuiu na Escola Estadual Domingos Justino Ribeiro. Sua passagem pela instituição de ensino é lembrada pela servidão aos alunos, sobretudo aos mais carentes, a quem dedicou tempo e compreensão oferecendo-lhes para secar as roupas no calor do fogão a lenha quando muitos chegavam molhados para estudar por causa da chuva.

Na cantina da escola também uniu a comunidade escolar em torno de doações de frutas, verduras e legumes que faziam da merenda um reforço na alimentação dos alunos.

Já próximo de sua aposentadoria, aos 59 anos, trabalhou em Posto de Saúde.

Era cristã devota. Aprendeu na infância a importância de agradecer a Deus e sempre contribuiu para o sucesso da tradicional Festa do Padroeiro de Mateus Leme, Santo Antônio, no mês de junho.

Foi muito reconhecida enquanto pessoa, profissional e amiga.

Carmita Vilaça Guimarães, a Dona Carmita, entra para a história de Mateus Leme como homenageada na inauguração da primeira Unidade Municipal de Educação Infantil (UMEI) entregue pela Prefeitura.

Ela faleceu em 21 de maio de 2000. Grande perda para os filhos, parentes, amigos e munícipes.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.