quarta-feira, 25 de Maio de 2016 12:21h Agência Minas

Mediação de Conflitos da Seds recebe consultoria de ONG americana

Encontro abordou o trabalho de mediação comunitária realizado pelo Programa Medição de Conflitos (PMC) da Coordenadoria Especial de Prevenção à Criminalidade (Cpec)

O presidente e fundador da Foundation for Sustainable Rule of Law Initiatives (FSRI), o advogado norte-americano Victor Schachter veio a Belo Horizonte, nesta segunda-feira (23/5), conhecer o trabalho da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) na área de medição de conflitos. Ele foi recebido pelo secretário Sérgio Barboza Menezes e depois visitou o Centro de Prevenção à Criminalidade (CPC) da Pedreira Prado Lopes, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

A FSRI é uma organização não governamental que estimula a criação de centros de mediação para a resolução pacífica de conflitos em países emergentes como forma de desafogar a Justiça. Schachter se interessou de forma especial pelo trabalho de mediação comunitária realizado pela Seds, por meio do Programa Medição de Conflitos (PMC) da Coordenadoria Especial de Prevenção à Criminalidade (Cpec).

 

 

 

“Achei interessante o fato de os CPC´s estarem inseridos (instalados) dentro das comunidades. Desejo compreender o trabalho de mediação comunitária desenvolvido em Minas Gerais, para identificar potenciais pontos de melhorias”, afirmou o presidente da FSRI.

Antes de Belo Horizonte, Schachter visitou Florianópolis e o Rio de Janeiro para conhecer projetos de mediação de conflitos. Também esteve com deputados e juristas em Brasília para discutir sobre projetos de mudanças na legislação sobre mediação de conflitos.

 

 

 

A FSRI é uma organização sem fins lucrativos e presta serviços gratuitos de consultoria na implementação e gestão de programas de mediação. Segundo o secretário Sérgio Menezes, a visita de Schachter abriu a possibilidade concreta de uma cooperação entre a ONG e o PMC da Seds. “Acredito que essa parceria merece atenção, pois poderá aperfeiçoar o PMC, beneficiando a sociedade mineira”, destacou o secretário.

 

 

 

O programa

O programa Mediação de Conflitos da Seds atua há dez anos em comunidades marcadas por altos índices de criminalidade violenta, para encontrar formas pacíficas de resolução de litígios.

Espera-se que ao trabalhar o conflito de um sujeito, o resultado, consequentemente, também gere impacto positivo nos índices de criminalidade da comunidade.

A coordenadora Especial de Prevenção à Criminalidade da Seds (CPEC) da Seds, Andréa Abritta, anunciou que o atendimento, atualmente realizado em 31 Centros de Prevenção à Criminalidade (CPC’s) instalados em Minas Gerais, será ampliado em junho, com a inclusão do CPC Santa Lúcia, na Região Centro-Sul de BH.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.