sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2015 12:21h

Medidas contra a Dengue e Chikungunya devem ser reforçadas durante período de chuvas

A temperatura mais elevada e a chegada das chuvas são fatores que podem favorecer a proliferação do vetor de transmissão das doenças

Embora as chuvas neste ano ainda estejam em menor intensidade que nos anos anteriores, a população deve ficar alerta quanto à proliferação do mosquito transmissor da dengue e da febre Chikungunya, pois há uma elevação dos focos de água parada.

De acordo com a coordenadora estadual do Programa de Combate à Dengue da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, Geane Andrade, o período de verão é uma época de muita vigilância.  “Estamos entrando no período crítico no que se refere à transmissão de dengue. A temperatura mais elevada e a chegada das chuvas são fatores que podem favorecer a proliferação do vetor de transmissão da dengue e da febre Chikungunya, por isso é muito importante que a população fique atenta”.

Geane ainda esclarece que é fundamental que cada pessoa faça sua parte, pois em mais de 80% dos casos, o foco do mosquito está dentro das residências. “Faça a checagem toda semana e não deixe que o mosquito se multiplique. Ele leva de sete a dez dias para passar do ovo à fase adulta. Por isso, o ideal é que cada um faça sua parte para combater essas doenças”, explica. 

A dengue é uma doença infecciosa febril transmitida por um mosquito, o Aedes aegypti, e dura em torno de dez dias. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, dores no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, podendo afetar crianças e adultos.

Já a febre Chikungunya é uma doença causada por um vírus do gênero Alphavirus transmitida por insetos do gênero Aedes. O Aedes aegypti (o mesmo transmissor da dengue) e o Aedes albopictus são os principais vetores.  A infecção pelo vírus Chikungunya provoca febre alta, dor de cabeça, dores nas articulações e dores musculares. O período médio de incubação da doença é de três a sete dias (podendo variar de um a doze dias). Não existe tratamento específico, nem vacina disponível para prevenir a infecção por esse vírus.

Força tarefa promove ações de combate à dengue em 4 cidades

A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) realizará de 4 a 13 de fevereiro, nos municípios de Araporã, Fronteira, São Francisco de Sales e São Gonçalo do Pará a Força Tarefa de Combate à dengue. A ação faz parte do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, que oferece um serviço complementar de prevenção aos municípios em situação crítica devido aos altos índices de casos registrados. O objetivo da ação é minimizar o número de incidência da doença ao disponibilizar agentes que atuarão em áreas de risco como casas, lojas comerciais, lotes baldios entre outros, com o intuito de eliminar os possíveis criadouros do Aedes aegypti.

Ainda como parte do esforço empreendido pela SES, de 9 a 11 de fevereiro, uma equipe de mobilizadores será enviada aos municípios para potencializar o trabalho de conscientização junto à população sobre a necessidade de se adotar hábitos preventivos e cotidianos contra a proliferação do mosquito vetor da dengue. Palestras, rodas de conversas e distribuição de material informativo serão promovidas com o objetivo de envolver o cidadão com corresponsável pela saúde individual e coletiva.

Dicas para evitar a proliferação do mosquito:

- Cuidado especial no armazenamento e destinação do lixo, mantendo-o em recipiente fechado e disponibilizando-o para recolhimento pela Limpeza Urbana na freqüência usual;

- Jamais descarte o lixo ou qualquer outro material que possa acumular água no quintal de casa, no quintal de vizinhos, na rua ou em lotes vagos;

- Mantenha a caixa d’água sempre limpa e totalmente tampada;

Mantenha as calhas livres de entupimentos para evitar represamento de água;

- Elimine os pratinhos de vasos de plantas; caso não seja possível, mantenha-os limpos e escovados pelo menos três vezes ao dia;

- Mantenha limpos e escovados os bebedouros de animais domésticos; a água deve ser trocada diariamente;

- Mantenha piscinas sempre em uso e devidamente tratadas;

- Atenção especial ao sair de férias para que esses cuidados estejam garantidos na ausência do morador;

- Caso perceba a manifestação de qualquer sintoma de dengue ou febre Chikungunya, procure imediatamente o centro de saúde mais próximo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.