quinta-feira, 5 de Maio de 2016 13:02h Agência Minas

Minas Gerais busca oportunidades de aproximação comercial com a Dinamarca

Ações de desenvolvimento econômico em segmentos como energia e de fomento a novas empresas foram apresentadas à delegação dinamarquesa

Minas Gerais pretende intensificar os negócios com a Dinamarca. Em audiência na Cidade Administrativa, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), Altamir Rôso, recebeu o embaixador dinamarquês no Brasil, Kim Højlund Christensen, para debater ações conjuntas em setores estratégicos, como o de biotecnologia, energias limpas e biomassa, além de oportunidades na área da saúde.

Com o objetivo de iniciar a construção de uma agenda conjunta, Rôso apresentou as ações da Sede em setores como energia, parcerias público-privada (PPP) e de fomento à atração de empresas na área de biotecnologia e saúde. “Esperamos aumentar nosso comércio com a Dinamarca, trazendo desenvolvimento para Minas Gerais e atraindo novas empresas do país para o estado”, afirmou.

 

 



Além do embaixador, compuseram a delegação dinamarquesa, a cônsul-geral, Eva Pedersen, a conselheira Brit Madsen, a oficial de comércio, Livia Dantas, e representantes de empresas da Dinamarca instaladas no Brasil, no setor de fármacos e de fabricação de insulina. “As empresas dinamarquesas têm muito interesse no mercado brasileiro”, garantiu Højlund.

A presidente do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), Cristiane Serpa, destacou as ações do Governo do Estado para atração de novos empreendimentos, bem como os projetos de melhoria da infraestrutura para instalação das empresas em território mineiro. “Podemos criar grandes parcerias em áreas como biotecnologia e energia. O Indi é interlocutor no processo de atração e para apresentação da estrutura do estado para empresas estrangeiras”, disse.

 

 



Comércio Exterior Minas Gerais e Dinamarca

O saldo da balança comercial entre Minas Gerais e Dinamarca fechou o ano de 2015 superavitária para o estado brasileiro em US$ 108,21 milhões. O total exportado por Minas Gerais para Dinamarca somou US$ 214,5 milhões. Na passagem de 2014 para 2015 houve redução de 41,1% para as exportações e uma redução de 2,8% para as importações.

O setor que mais exportou para a Dinamarca é de produtos farmacêuticos, responsável por 88,2% da pauta mineira para o país europeu (2015). Em seguida vêm enzimas e seus concentrados, com US$ 10,93 milhões, e 5,1% de participação, café verde e café torrado, com US$ 10,06 milhões, e 4,7% de participação na pauta.

 

 

O setor de produtos químicos orgânicos dinamarquês foi o que mais vendeu para Minas Gerais em 2015, com aproximadamente US$ 85,94 milhões e 80,9% de participação na pauta importadora do estado. Em seguida vêm tubos, fechos, rolhas e placas indicadoras, com US$ 4,09 milhões e responsável por 3,8% do total. Máquinas e aparelhos de elevação de carga e descarga vêm logo depois, com US$ 2,33 milhões, equivalente a 2,2% do total importado.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.