quarta-feira, 1 de Agosto de 2012 10:29h Gazeta do Oeste

Minas Gerais e Estados Unidos trocam experiências na área do ensino

 

A experiência mineira no ensino básico está sendo apresentada esta semana a uma reconhecida consultora de educação norte-americana, Jennifer Babiracki. Jennifer, que é consultora de educação básica do Distrito Escolar de Anoka Hennepin, no estado de Minnesota, iniciou sua agenda de atividades em Minas na terça-feira (31), com um encontro com a secretária de Estado de Educação em exercício, Sueli Pires.

 

 

Acompanhada de sua equipe, Sueli apresentou os programas pedagógicos desenvolvidos nas escolas mineiras e os avanços no desempenho dos alunos, comprovados no resultado das avaliações externas. A visita ao Estado faz parte do ‘Intercâmbio Brasil - Estados Unidos de Diretores Escolares’. A ação é realizada pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) em parceria com a Embaixada Americana e os estados brasileiros.

 

 

“O intercâmbio de experiências com os sistemas educacionais avançados, como o norte-americano, possibilita não só mostrar as nossas melhores práticas, mas também os nossos desafios. A partir desse contato, podemos ver como as experiências norte-americanas na área do ensino podem ajudar em nosso planejamento e na incorporação experiências positivas”, ressaltou a secretária.

 

Entre as ações desenvolvidas em Minas, está o Programa de Intervenção Pedagógica (PIP), que impressionou a educadora norte-americana. Segundo Jennifer, o PIP representa uma experiência exitosa, ao reunir os recursos disponíveis e aplicá-los aos desafios que o Estado ainda tem na área da educação.

 

 

“A Secretaria teve essa percepção do problema da alfabetização e da urgência de encontrar soluções. Foi a junção dos recursos, tanto financeiro, quanto didático, que tornou possível atingir a meta estabelecida no PIP”, avaliou a consultora. Atualmente, 88,9% dos alunos da rede estadual, com até oito anos, estão no nível recomendado de leitura, escrita e interpretação.

 

Na primeira reunião, a consultora, que foi acompanhada da cônsul para o Estado de Minas Gerais da Embaixada Americana, Merry Miller, conheceu dados gerais da estrutura organizacional da Secretaria de Estado de Educação. Atualmente, o órgão realiza o acompanhamento de mais de 2,3 milhões alunos da educação básica em 3.762 escolas estaduais.

 

 

Ainda na terça-feira, Jennifer visitou a Magistra – Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores. Durante a semana, também estão previstas visitas a escolas da rede estadual em Ouro Preto e Belo Horizonte.  Na sexta-feira (3), a norte-americana participará do seminário “Intercâmbio de Experiências em Gestão Escolar”, na Magistra.

 


Conhecendo ações

 

 

Durante a semana, a Secretaria de Educação também terá a oportunidade de conhecer as experiências norte-americanas desenvolvidas para o ensino da Matemática e na educação especial. “Nós temos o interesse específico no campo da Matemática, pois eles já passaram por momentos de fragilidade e se recuperaram. Também queremos saber sobre as ações desenvolvidas na área da educação especial na qual a escola da diretora Jennifer, com mais de 4.000 alunos, tem um grande aporte a nos fazer”, pontuou Sueli Pires.

 

 

A oportunidade da troca de experiências é vista como algo positivo e de interesse dos Estados Unidos. “Temos a oportunidade de aprender mais sobre a dicção brasileira, além de experimentar novas ideias”, explica a cônsul Merry Miller.

 

 

 

 

 

 

 

AGÊNCIA MINAS

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.