sábado, 24 de Maio de 2014 07:13h

Minas Gerais oferece opções variadas para prática de turismo de aventura durante a Copa

Topografia, geologia e os recursos hídricos e florestais favorecem a prática de esportes radicais, como trilhas, escalada e balonismo, ao redor de um mar de montanhas

Minas Gerais, terra da gastronomia, do Barroco e das belas paisagens, possui também um forte viés para o turismo de aventura. Sua natureza pródiga na topografia, na geologia e nos recursos hídricos e florestais favorece a prática de esportes radicais ao redor de um mar de montanhas à espera do visitante durante a Copa do Mundo. Segundo pesquisa realizada pela Secretaria de Estado de Turismo e Esportes (Setes), o terceiro motivo que mais traz turistas a Minas Gerais é a procura por lazer ou passeios, ficando atrás somente de visitas a amigos e parentes e viagens de negócios. Dos 23% dos visitantes que viajam a Minas motivados pelo lazer, 40% vêm pelo ecoturismo e 7% buscam o turismo de aventura. Destes, 95% responderam que a viagem atendeu plenamente ou superou suas expectativas.

O entorno de Belo Horizonte, por exemplo, abriga locais propícios para o turismo de aventura e o ecoturismo, como a Serra do Cipó e a Serra da Moeda. Rapel, trekking, caminhadas, escaladas esportivas, canoagem, canionismo (exploração de cânions) e voo livre são algumas das opções que o turista que vier para o Mundial poderá encontrar a poucos quilômetros da capital. Além dessas opções, o turista tem à disposição uma das áreas mais importantes de visitação de cavernas do Brasil, a Rota das Grutas Peter Lund, que abriga três belas grutas.

Serra do Cipó, aventura logo ao lado

O Parque Nacional da Serra do Cipó é o paraíso das atividades de aventura. Destino dos amantes de esportes verticais, o local possui um dos maiores picos de escalada esportiva do Brasil. O Morro da Pedreira, localizado em uma área de proteção ambiental no entorno do parque, possui vias em calcário com graus de dificuldade que variam de quatro a dez graus. Sua descida possui 30 metros de altura em um paredão de 90 graus, em mármore. Além do grande potencial para a prática do esporte, a região oferece uma boa infraestrutura para os escaladores, incluindo boas acomodações e restaurantes.

Um dos principais atrativos da Serra do Cipó é o Cânion das Bandeirinhas, formado por uma abertura existente entre a Serra da Bandeirinha e a Serra dos Confins. O cânion tem uma extensão de seis quilômetros e guarda quedas d'água, piscinas naturais, flora e fauna exuberantes. Para visitá-lo, é preciso uma autorização do Ibama e acompanhamento de um guia. São 12 quilômetros de trilha que podem ser percorridos a pé, de bicicleta ou a cavalo.

O Parque Nacional da Serra do Cipó é um dos mais importantes do país e está localizado a apenas 100 km da capital mineira. O acesso é pela rodovia MG-010, passando por Lagoa Santa. Após a travessia do rio das Velhas, segue-se em direção ao distrito de Serra do Cipó, no município de Santana do Riacho. Para quem vem direto do aeroporto de Confins, recomenda-se ir em táxi ou alugar um carro. O aeroporto de Confins fica a 60 km do parque. A empresa de ônibus responsável pela linha Belo Horizonte – Serra do Cipó é a Saritur (www.saritur.com.br).

Serra da Moeda e sua vista deslumbrante

No topo da serra, a prática de esportes de aventura é um dos principais atrativos. O voo livre é o principal destaque e atrai turistas do mundo inteiro. O local é cenário da Copa Minas de voo livre, um dos principais eventos da categoria no Brasil. Porém, atualmente está passando por um processo de regulamentação e a prática do voo livre duplo não está permitida. A Serra da Moeda está localizada a 35 km do centro de Belo Horizonte com acesso pela BR-040.

Ainda assim, existem diversas opções de práticas esportivas ao ar livre no local. A Serra da Moeda Escola de Voo Livre, juntamente com as empresas Espaço Verde Folhas e Destino Livre, estão preparando uma programação especial para a Copa do Mundo: o Cardápio de Aventuras. O turista poderá escolher dentre várias atividades, tais como aula experimental de parapente, tirolesa, arvorismo e caminhadas. A reserva pode ser feita pelo email glayson@escolaserradamoeda.com.br, ou pelos sites da HT Happy Travel  (www.hthappytravel.com) e da Brumatur (www.brumatur.com.br/site1/)

Rota Lund abriga preciosidades históricas

Passando pelos municípios de Cordisburgo, Lagoa Santa, Pedro Leopoldo e Sete Lagoas, a Rota Lund abrange três unidades de conservação: o Parque Estadual do Sumidouro, o Monumento Natural Gruta Rei do Mato, e o Monumento Natural Peter Lund. Na região, a Gruta da Lapinha, a Lapa do Seu Antão e o Sítio do Rod são os pontos de encontro dos escaladores esportivos.

O complexo possui vias com diversos patamares de dificuldade. O maciço da Lapinha é de rocha calcária e suas paredes têm, no máximo, 20 metros de altura. Segundo a Associação Mineira de Escalada, existe um limite diário de 40 pessoas para a prática do esporte no local e é necessário possuir equipamento próprio e ser experiente. A escalada acontece de terça a domingo, de 9h às 16h.

O sítio do Rod, a 1 km da Gruta da Lapinha, é uma área particular de escalada e também uma opção de hospedagem. Além do grau de dificuldade das vias não ser muito alto, as rochas estão a apenas três minutos de caminhada de onde se acampa.  Mais informações podem ser encontradas em www.sitiodorod.com.

Para quem quer ver Minas do alto

Próximo a Sete Lagoas, também é possível apreciar as belas paisagens do cerrado mineiro a bordo de um balão. O Grupo By Brazil Balonismo, comandado por Glauco de Azevedo, oferece voos que saem do resort Águas do Treme, no município de Inhaúma, distante aproximadamente 80 km de Belo Horizonte. Mais informações podem ser encontradas no www.bybrazilbalonismo.com.br

A região da Serra da Moeda também oferece voos panorâmicos de balão.  Realizados por um piloto com mais de vinte anos de experiência, os passeios têm duração de mais ou menos uma hora, com direito a café da manhã. Os preços variam de acordo com o peso do passageiro e podem ser conferidos no site www.voedebalao.com.br.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.