Minas Gerais registra criação de 43.310 vagas em agosto, segundo maior desempenho no país.

Setores de serviços e indústria lideraram a abertura de empregos com carteira assinada no estado.

29 SET 2021

Minas Gerais manteve desempenho positivo na geração de postos de trabalho pelo oitavo mês consecutivo. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (29/9) pelo Ministério da Economia, no mês de agosto houve a criação de 43.310 empregos no estado, resultado da admissão de 196.801 trabalhadores e do desligamento de outros 153.491.

Esse foi o segundo maior saldo de vagas do país, atrás apenas de São Paulo (113.836). No acumulado do ano, Minas garantiu a geração de 261.586 empregos com carteira assinada.

O saldo de agosto foi superior ao registrado no mês imediatamente anterior, quando foram abertas 33.107 vagas. O valor também ficou acima do verificado em agosto do ano passado. Naquele momento, o estado registrava a abertura de 27.417 empregos. 

Setores

Por setor de atividade econômica, as áreas que mais abriram novos postos de trabalho em agosto foram Serviços (21.942), Indústria (9.534), Comércio (7.844) e Construção Civil (4.750). 

Segundo a diretora de Monitoramento e Articulação de Oportunidade de Trabalho da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Amanda Siqueira Carvalho, os dados do Caged mostram um cenário otimista para Minas Gerais. "Foi o oitavo mês seguido de saldo líquido positivo de postos de trabalho. Além disso, a geração de mais de 200 mil postos de trabalho no acumulado do ano reflete o crescimento econômico do estado, sobretudo nos setores de Serviços e Indústria, responsáveis pelos maiores saldos no período", afirma.

© 2009-2021. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.