sábado, 14 de Março de 2015 07:09h

Minas Gerais se mobiliza para enfrentar período de queimadas

Edital abre processo seletivo para contratação de brigadista e intensificação do trabalho de prevenção a incêndios

Com a proximidade do período de estiagem e do aumento do número de queimadas, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) anuncia a publicação do edital para contratação temporária de profissionais para atuarem como brigadistas em prevenção e combate aos incêndios florestais nas Unidades de Conservação (UCs) de Minas Gerais.
Os profissionais serão contratados por um período de cinco meses, prorrogável conforme interesse da administração pública. Serão disponibilizadas 408 vagas, sendo 340 para brigadistas e 68 para líderes de brigada, que atuarão nas UCs em atividades de prevenção, monitoramento e combate aos incêndios florestais. O profissional cumprirá carga horária de 40 horas semanais, conforme demanda das UCs. A remuneração é de R$ 1.126,92 para brigadista e de R$ 1.229,37 para líder de brigada.
As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no período de 12 a 17 de março de 2015, exclusivamente pela internet (clique aqui). Poderão participar candidatos que apresentem idade mínima de 18 anos completos na data da inscrição, estejam em dia com suas obrigações militares e eleitorais, além de atender a outros requisitos definidos no edital.
O processo de seleção dos candidatos será realizado em três etapas: Inscrição, Curso de Formação de Brigada e Teste de Aptidão e de Habilidade no Uso de Ferramentas Agrícolas, de caráter classificatório e eliminatório. Os resultados parciais e finais do processo seletivo serão disponibilizados no site da Semad, nas UCs e locais de atuação constantes no edital.
A medida se torna ainda mais relevante se considerar a perspectiva de aumento de incêndios em 2015. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o país registrou o maior número de queimadas em janeiro e fevereiro desde 1999. Foram registrados nos dois primeiros meses deste ano 6.948 focos de incêndio, 66% maior que o verificado no ano passado e quase 100% superior à média histórica para o período.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.