quarta-feira, 1 de Agosto de 2012 14:01h Mariana Gonçalves

Minas Gerais tem alta considerável no número de transplante de órgãos

Ainda que a quantidade de doadores de órgãos não seja o número esperado para atender a todos os pacientes, Minas Gerais comemora o crescimento de transplantes realizados no estado, só este ano já foram 671 procedimentos realizados. Em Divinópolis, os casos que frequentemente precisam recorrer ao transplante, são os pacientes que sofrem de  insuficiência renal crônica. Nem todos os pacientes têm condições para passar pelo transplante, explica a nefrologista,  Vânia Cristina Ferreira, “os pacientes que estão em condições de serem submetidos a um transplante, são inscritos no MG Transplante de Belo Horizonte. Quando tem um doador que seja de Belo Horizonte ou de toda a região esses órgãos vão para o MG Transplante e ele é quem vai distribuir de acordo com a compatibilidade sanguínea e a  compatibilidade imunológica dos receptores.

 

De acordo com a nefrologista, 89 pacientes de Divinópolis estão cadastrados no MG Transplantes. “ De outubro do ano passado ate julho deste ano nós fizemos 11 transplantes, sendo  seis de outubro a dezembro de 2011. E cinco, de abril a maio de 2012,  transplantes com doadores vivos e falecidos”,afirma Vânia Cristina.
Durante a entrevista a equipe de reportagem da Gazeta  questionou a coordenadora de transplantes da cidade sobre a possibilidade dos pacientes da cidade ficarem prejudicados por dependerem de um serviço em outra cidade. E segundo fomos informados, Divinópolis hoje não realiza o procedimento de transplante porque não é viável. Todos os pacientes cadastrados na cidade para receber o órgão, são direcionados a Belo Horizonte, porque “ nós não temos condições de ter uma central de distribuição de órgãos aqui. Exatamente porque a gente precisa de muitos receptores cadastrados para escolher o receptor mais compatível com o doador, uma outra situação  é que nos não temos doações suficientes para poder atender a nossa demanda”afirma

 

Em dados gerais o  Brasil registrou crescimento de 37% no número de transplantes de órgãos nos primeiros quatro meses deste ano, com relação ao mesmo período do ano passado. Foram 7.993 em procedimentos contra 5.842 em 2011, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde.

 

Em uma entrevista a um jornal estadual, o diretor Charles Simão Filho, explica que o MG Transplantes somente neste semestre chegou a ter 124 doações. Resultados esse  que bateu o numero de 80 doações, realizados nesse mesmo período de 2011. Ainda segundo Charles Simão, foram registrados um aumento de  55,5% na captação de doadores.

 

DOADOR NA REDE

 

Uma parceria entre o Ministério da Saúde e a rede social Facebook pretende ampliar o número de transplantes feitos no Brasil. Uma ferramenta, já disponível no perfil do usuário da rede social, possibilita que ele manifeste o desejo de ser doador de órgãos. Ainda assim, a doação só poderá acontecer após autorização da família, em caso de falecimento do mesmo.

 


O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou em nota oficial, que a estratégia consiste em usar as redes sociais para aumentar o diálogo com a população brasileira. Ele lembrou que, atualmente, quase 80 milhões de brasileiros têm acesso a internet e quase 40 milhões usam o Facebook.

 


A coordenadora de transplantes de Divinópolis ressalta que esse projeto é de extrema importância para a sociedade. “ É preciso conscientizar a população, principalmente os jovens que são pessoas em formação. Que estão formando essa ideia de doação, as pessoas precisam falar sobre este assunto. Elas precisam comunicar a sua vontade de ser doador ou não doador. Para que a família possa tomar esta decisão caso aja um falecimento”,finaliza.
Quando o desejo de ser um doador já é comunicado em vida, fica mais fácil não só para a família, mas, também para as pessoas que esperam por um órgão.

 


Na mesma nota em que o ministro da saúde se pronunciou sobre o assunto, o  vice-presidente do Facebook, na América Latina, Alexandre Hohagen, explicou que a nova ferramenta permite aos usuários declararem a intenção de serem doadores de órgãos em apenas alguns minutos, e compartilhar a informação com os amigos e membros da família que também têm perfil na rede social.

 

ENTENDA COMO FUNCIONA

 


Para ativar a funcionalidade, é preciso realizar os seguintes passos:
Faça login na sua conta do Facebook e navegue para sua Linha do Tempo.
Clique em “Evento Cotidiano” na parte superior da sua Linha do tempo
Selecione Saúde e bem-estar;
Selecione Doador(a) de órgãos, e depois selecione o público que irá ver sua publicação, e clique em Salvar.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.