quinta-feira, 16 de Agosto de 2012 15:14h Gazeta do Oeste

Minas já registrou 27 morte por gripe suína em 2012

 Subiu para 27 o número de pessoas mortas em Minas Gerais em decorrência do vírus H1N1, conhecida como gripe suína. O número já é quase oito vezes maior do que o total de mortes registradas no Estado no ano passado. O balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta quinta-feira mostra que a cidade com o maior número de moradores que contraíram a doença é Belo Horizonte, com 14 infectados. 

 

Segundo o balanço, este ano já tem 78 casos confirmados da doença em Minas. Mas, o número pode aumentar pois outros 173 seguem em investigação. Em relação ao número de mortes, segundo a SES, a maioria das pessoas que perderam a vida por causa da gripe suína tinha algum problema crônico de saúde, ou seja, já estavam debilitadas quando contraíram o vírus. Dos 27 óbitos, 15 tinham idade entre 40 e 59 anos, cinco entre 20 e 39 anos, três entre 10 e 19 anos e quatro tinham mais de 60.

 

 

As cidades que têm o maior número de mortes são Contagem, Pedrinópolis e Uberlândia, cada uma com dois óbitos. Também foram registradas mortes em Belo Horizonte, Cabo Verde, Cachoeira de Minas, Campo Belo, Coromandel, Curvelo, Frutal, Ilicínea, Ituiutaba, Lavras, Limeira do Oeste, Minas Novas, Passos, Patos de Minas, Ribeirão das Neves, Santa Rita do Sapucaí, Santa Vitória, Santo Antônio do Monte, São Gonçalo do Sapucaí, Uberaba, Varginha.

 

Em 2009, quando as autoridades de saúde confirmaram uma epidemia da gripe suína no país, 217 pessoas morreram em Minas em decorrência da doença. De acordo com a SES, a vacinação dos grupos de risco tem atingido a meta nas últimas campanhas de vacinação. Porém, o grupo de gestantes foi o que menos se vacinou. 

 

 

 

 

 

 

EM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.