quinta-feira, 10 de Outubro de 2013 12:14h

Minas pode colher 12,2 milhões de toneladas de grãos nesta safra

Soja deve alcançar o recorde de 3,6 milhões de toneladas

O primeiro levantamento de intenção de plantio da safra 2013/2014, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta quarta-feira (9), mostra que Minas deverá colher um volume entre 11,8 milhões e 12,2 milhões de toneladas de grãos. A estimativa é de um aumento de até 1,6% em relação à safra anterior, numa área praticamente inalterada, da ordem de 3,1 milhões de hectares.
A soja deve registrar uma produção recorde de 3,6 milhões de toneladas, volume 7,3% maior que o alcançado na safra anterior, que foi da ordem de 3,4 milhões de toneladas”, avalia a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Segundo o secretário Elmiro Nascimento, os agricultores estão estimulados ante o cenário atual do produto nos mercados interno e externo, principalmente em relação às exportações para a China, o maior comprador do Brasil.
No caso do feijão, a produção mineira prevista é de 637,5 mil toneladas, um crescimento de 12,9% em área inalterada de 416 mil hectares.  A produtividade da ordem de 1,2 toneladas por hectare também é consequência do interesse dos produtores em se beneficiar da boa cotação do produto atualmente.
Outro destaque da produção de grãos em Minas tendo por base o primeiro levantamento de intenção de plantio da Conab  é o algodão, cuja safra deve alcançar até 80 mil toneladas, volume 18,5% superior ao registrado na safra 2012/2013. A área colhida, de 21,5 mil hectares, equivale a um aumento de 7,5%.
De acordo com o secretário, a produção de algodão no Estado tem o estímulo do governo estadual por intermédio do Proalminas, um programa criado pela Secretaria da Agricultura que beneficia toda a cadeia. Por intermédio do programa, os agricultores têm garantia de colocação de toda a safra de algodão nas indústrias têxteis do Estado com preço diferenciado.
Nascimento ainda diz que é expressiva a estimativa de crescimento percentual da produção mineira de trigo. A safra pode alcançar 119,8 mil toneladas, volume 48,5% maior que o registrado no período anterior. Neste caso, há o impacto da estimativa de aumento da área colhida em 68,4%, até alcançar 36,2 mil hectares. “A produção de trigo representa mais uma oportunidade promissora para os agricultores que investem na cultura de inverno”, acrescenta. 
Alta produtividade
Segundo dados da Secretaria, Minas contava, no ano 2000, com uma área de cultivo de grãos da ordem de 2,5 milhões de hectares. “Desde 2006 as lavouras se desenvolvem na área mantida até hoje com poucas variações, e a produção tem aumentado como consequência dos ganhos de produtividade mediante o uso da tecnologia, com destaque para a irrigação, e o desenvolvimento de boas práticas”, observa o secretário.
Nascimento ressalta que o cultivo de grãos ocupa apenas 5,5% da área plantada total do Estado. “Temos também a cana de açúcar, café, florestas plantadas, pastagens e áreas destinadas a outras finalidades produtivas. Portanto, é de fundamental importância o uso intensivo da irrigação nas lavouras de grãos para beneficiar inclusive a soja no caso de ocorrência de veranico”, explica.
Para o Brasil, a produção estimada de grãos fica entre 179,4 e 182,3 milhões de toneladas, uma retração de pelo menos 2,4% na comparação com a safra anterior. “Neste caso, a área colhida deve ter uma redução de até 2,7% em relação à safra 2012/2013, considerando-se o cultivo em 52,2 milhões de hectares”, explica o secretário.

Grãos de Minas
Safra  2013/2014 X 2012/2013
Total estimado: até 12,2 milhões de t (+1,6%)
Área colhida: 3,1 milhões de ha

Soja: 3,6 milhões de t (+7,3%)
Área colhida: 1,2 milhão de ha

Feijão: 637,5 mil t (+12,9%)
Área colhida: 416 mil ha

Algodão: 80 mil t (+8,5%)
Área colhida: 21,5 mil ha

Trigo: 119,8 mil t (+48,5%)
Área colhida: 36,2 mil ha

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.