quinta-feira, 13 de Setembro de 2012 13:02h Gazeta do Oeste

Minas pode ganhar central de projetos para captar recursos federais para prevenção das chuvas

As cidades mineiras estão com dificuldades na captação de recursos do Governo Federal para obras de recuperação e prevenção de enchentes. Dos 239 municípios que decretaram situação de emergência em Minas Gerais no período chuvoso de 2011/2012, apenas sete conseguiram receber dinheiro. O investimento somado para todas essas cidades é de R$928 milhões, valor que o estado conseguiu captar do total de R$19 bilhões liberados pela União. Belo Horizonte, Contagem, Betim, Pouso Alegre, Itajubá, Muriaé e Santa Rita do Sapucaí são as cidades que se organizaram com projetos para receber a verba.

 

Os números foram apresentados na manhã desta quinta-feira na audiência pública convocada pela Comissão das Enchentes na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Deputados e representantes do governo estadual discutem o que já foi feito para melhorar na prevenção dos estragos da chuva.

 

O presidente da comissão, deputado Arlen Santiago (PTB), diz que a situação para o próximo período de chuva é preocupante porque as cidades no interior não montaram projetos e não se prepararam. “Se não fizermos algo agora, a próxima comissão vai ser a comissão da morte”, afirma.

 

A proposta do parlamentar é a criação de uma central de projetos em nível estadual para reunir todos os problemas e levar ao governo federal. Segundo ele, essa central funcionaria com engenheiros e profissionais preparados para elaboração de projetos para colocar no papel as necessidades dos municípios.

 

O balanço do período chuvoso 2011/2012 apontou que 273 municípios foram atingidos pelas chuvas. Deste total, 239 declaram situação de emergência e outros 34 tiveram problemas. Em todo o estado 1.436 residências foram destruídas pelas e 23.821, danificadas. Minas teve 886 pontes destruídas, 106.618 pessoas ficaram desalojadas, 9.594 desabrigadas, 6.321 feridas e 20 pessoas morreram em decorrência das chuvas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.