quarta-feira, 14 de Maio de 2014 07:51h

Minas recolhe embalagens vazias de agrotóxicos acima da media nacional

Foram devolvidas 1.266.610 kg de embalagens vazias aos postos de recolhimento do Estado, de janeiro a abril deste ano.

De acordo com o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), os índices de devolução de embalagens vazias de agrotóxicos em Minas Gerais cresceram na ordem de 19%, enquanto que a média de crescimento do Brasil foi de 9%. O comparativo avaliou os quatro primeiros meses de 2013 e 2014. Foram devolvidas 1.266.610 kg de embalagens de agrotóxicos vazias aos postos de recolhimento do Estado, de janeiro a abril deste ano. O mesmo período de 2013 teve um recolhimento de 1.061.421, o que representa um crescimento de 19,3%.

Comparando o mesmo período, foram recolhidos em todo o Brasil 14, 6 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos e 13,4 toneladas em 2013, representando um aumento de 9%. Sendo assim, a média de recolhimento de embalagens em Minas foi 10% maior que a média nacional.

O diretor-geral do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Altino Rodrigues Neto, destaca a importância desta ação. “A logística de destinação final das embalagens vazias de agrotóxicos é um exemplo de extremo sucesso, tanto que foi utilizada como referencial teórico para a confecção da politica nacional de tratamento de resíduos sólidos”, afirma.

Altino Rodrigues Neto considera ainda que o fator fundamental para esse sucesso está no fato da legislação elencar competências para todos os elos (fabricantes, revendas, produtores rurais, poder público) envolvidos na destinação dessas embalagens de agrotóxicos. “Esses índices explicitam que felizmente está havendo um crescimento na conscientização desses envolvidos. Cabe ressaltar ainda que essas embalagens quando destinadas corretamente, deixam de ser resíduo voltando ao processo como novas embalagens de agrotóxicos ou até mesmo na forma de alguns produtos utilizados na construção civil”, completa.

O recolhimento das embalagens vazias de agrotóxicos é obrigatório, previsto em lei.  A destinação final das embalagens é obrigação das indústrias, mas o revendedor precisa ter um local adequado para armazenar o produto. As especificações técnicas incluem pontos como o cuidado com o chão, que deve ser impermeabilizado para evitar vazamento de resto de agrotóxico. E o agricultor deve cumprir sua obrigação, levando as embalagens vazias para os postos de recolhimento.

Enfisa 2014

A 12ª edição do Encontro de Fiscalização e Seminário Nacional sobre Agrotóxicos (Enfisa), foi realizado em Belo Horizonte (MG) entre 5 e 9 de maio e terminou com um balanço positivo. O objetivo foi discutir a fiscalização, as melhorias da legislação e os métodos de controle dos insumos agrícolas no Brasil e dentro da realidade de cada Estado da Federação harmonizar os bons exemplos na esfera de agrotóxicos. O evento contou com a participação de estudantes universitários, professores, pesquisadores e fiscais agropecuários federais, estaduais e municipais. O encontro foi coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em parceria com o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e teve palestras com temas relacionados à fiscalização. A próxima edição será realizada em 2015 na Bahia.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.