quarta-feira, 27 de Julho de 2016 16:21h Agência Minas

Mineirão recebe último treinamento prático das forças de segurança antes da Olimpíada

Desta vez o foco foi a simulação de evacuação do estádio, que receberá dez jogos dos torneios masculino e feminino do futebol da Olimpíada Rio 2016

Integrantes das forças de segurança realizaram nesta terça-feira (26/7), no Mineirão, o último treinamento prático de defesa contra ataques químicos e neutralização de artefatos explosivos. A atividade começou às 13h com simulação de ataques químicos, estrutura de defesa química, biológica, radiológica e nuclear (DQBRN), procedimentos de evacuação da área, prevenção, descontaminação de agentes QBRN e neutralização de artefatos explosivos.

Este foi o terceiro e último treinamento no estádio que receberá dez jogos dos torneios masculino e feminino do futebol da Olimpíada Rio 2016. Desta vez, o foco foi a simulação de evacuação do estádio.

 

 

 

Para isso, os agentes de segurança contaram com o apoio de cerca de 200 figurantes que se passaram por torcedores. Foram testados dentro do estádio os pontos de desocupação, o resgate e o deslocamento de vítimas em caso de um atentado com gás, por exemplo.

Militares do Corpo de Bombeiros treinaram o resgate de vítimas e a saída rápida das pessoas de dentro do estádio. Segundo o Capitão Cristiano Soares, todos os protocolos já foram testados e aprovados. “Este simulado celebra todo o esforço que empreendemos durante os preparativos para os jogos e a cada treinamento nos sentimos mais preparados para fazer frente a este evento”, ressaltou o Capitão do Corpo de Bombeiros Militares.

 

 

 

O Esquadrão Antibombas do Grupamento de Ações Táticas Especiais (Gate), da Polícia Militar, também fez a simulação de neutralização de um suposto artefato explosivo. Esta prática foi importante para treinar a percepção dos funcionários do Consórcio Minas Arena e dos torcedores.

“Este treinamento foi uma forma de coroar todos os preparativos para receber este evento. Hoje reiteramos a integração das forças de segurança, que está preparada e trabalhará de acordo com o que foi planejado nos últimos meses”, salientou o Tenente do Gate, Paulo Matos.

O último treinamento prático no palco dos jogos olímpicos foi considerado positivo pelo Exército, que se disse pronto para dar uma reposta rápida e eficiente diante de ameaças QBRN e com artefatos explosivos. Para o Major do Exército, Tadeu Barradas, “o simulado ressalta que as equipes especializadas em DBQRN e antibomba estão preparadas para o início das olimpíadas em Belo Horizonte”.

 

 

Estimativa

Para a Olimpíada Rio 2016 são esperados no Brasil 15 mil atletas de 206 países. São 32 mil profissionais de imprensa credenciados e uma estimativa de 4,5 bilhões de expectadores no mundo inteiro. Em Belo Horizonte, de acordo com estimativas da Abin, são esperados de 15 a 20 mil turistas durante os jogos. A cidade receberá entre 400 e 500 atletas e 1.500 jornalistas. A capital mineira receberá dez partidas de futebol masculino e feminino.

 

 

 

Núcleo de Articulação Minas 2016

A ação integra o eixo de Segurança Integrada – do qual faz parte a Coesge - MG – do Núcleo de Articulação Minas 2016, criado em 15 de abril de 2015 pelo governador Fernando Pimentel com o objetivo de realizar as medidas necessárias para sediar os eventos associados aos Jogos Rio 2016. Coordenado pelo secretário de Estado de Esportes, Carlos Henrique Alves da Silva, o Núcleo congrega ao todo 16 secretarias e órgãos da administração estadual, que planejam e executam ações conjuntas com vistas a aumentar a eficiência das medidas e economizar recursos.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.