quinta-feira, 30 de Janeiro de 2014 07:53h

Mineiros são favoritos na Libertadores da América

Favoritos ao título da Copa Libertadores deste ano, Cruzeiro e Atlético foram apontados como os dois elencos mais caros dentre todos os 38 participantes da competição de acordo com um estudo da empresa Pluri Consultoria.

A equipe celeste lidera o ranking com o grupo de jogadores estimado em R$ 230,1 milhões. O time alvinegro vem logo em seguida e é avaliado em R$ 175,3 milhões.
O Vélez Sarsfiled, da Argentina, é o terceiro da lista. A equipe de Buenos Aires está estimada em R$ 149,4 milhões. Fecham o Top 5 o Flamengo (R$ 148,7 milhões) e o San Lorenzo, da Argentina (R$ 145,7 milhões).
Adversário do Cruzeiro na estreia da competição sul-americana, o Real Garcilaso é apenas o antepenúltimo no ranking. O elenco da equipe peruana é avaliado em R$ 30,9 milhões, valor sete vezes menor que o grupo celeste.
Já o rival do Atlético no primeiro jogo da Libertadores, o Zamora, da Venezuela, é considerado o elenco menos valioso do torneio (R$ 29,2 milhões), seis vezes abaixo do grupo alvinegro.


Um dos jogadores mais vitoriosos do atual elenco cinco estrelas, com títulos do Mundial de Clubes, Taça Libertadores e Campeonato Brasileiro no currículo, dentre várias outras conquistas, o lateral-direito Ceará destacou a importância da vitória sobre a Caldense, sábado, em Poços de Caldas, não só em termos de classificação no Campeonato Mineiro, mas também pela busca de um melhor ritmo de jogo neste início de temporada.
Ceará fala em ritmo. “Ele virá no decorrer das partidas. Esses outros três jogos que antecedem a estreia na Libertadores (contra Caldense, Villa Nova e América-MG) certamente nos concederão um pouco mais de ritmo. Porém, antes, temos esses três jogos para vencermos, o primeiro deles a Caldense e nada melhor do que nos prepararmos com vitórias”, afirmou ele, que, apesar de o Cruzeiro ter um time e um elenco bastante qualificados, espera encontrar muitas dificuldades na competição Estadual. “Obstáculos maiores sempre são os adversários. Não existe jogo ganho antes de efetuar a partida. Temos de encarar todos como dificílimos e nos doar ao máximo. Continuar jogando da maneira como temos jogado”, contou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.