sexta-feira, 20 de Maio de 2016 11:47h Agência Minas

Missão comercial busca expansão do comércio bilateral entre Minas Gerais e PortugalMissão comercial busca expansão do comércio bilateral entre Minas Gerais e Portugal

Seminário apresentou a empresários de diferentes setores inciativas para inserção de produtos e serviços mineiros em Ourém

As oportunidades comerciais e os detalhes técnicos do III Encontro Ourém-Minas Gerais, que será realizado em junho, em Portugal, foram debatidos em encontro na tarde desta quinta-feira (19/5), na sede da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), em Belo Horizonte. Empresas mineiras, entidades de classe e entidades governamentais, com a participação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e a unidade Exportaminas, falaram sobre oportunidades de negócios e acertaram detalhes sobre o evento a ser realizado em Ourém-Fátima.

Em pauta, discussões como a melhoria do comércio exterior envolvendo Minas Gerais e Portugal e a atração de empresas para as duas localidades, tendo como porta de entrada, a cidade de Ourém, em Portugal. A iniciativa tem como objetivo criar oportunidades de internacionalização para setores como alimentos e bebidas, moda, design, química, mineração, siderurgia e metalurgia, eletroeletrônico e metal mecânico. “A atual pauta exportadora de Minas Gerais para Portugal mostra inúmeras oportunidades de comércio bilateral”, aponta o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Rogério Bellini.

 

 

 

Para orientar as empresas mineiras interessadas em participar da missão, em junho, a Fiemg, com o apoio da Sede e da Câmara Portuguesa de Minas Gerais disponibilizaram um estudo de mercado que aponta oportunidades tanto para Minas Gerais quanto para Portugal, mostrando os principais setores da balança comercial entre o estado brasileiro e o país europeu.

A ideia das entidades de classe e do Estado é que durante o encontro em Ourém, empresas mineiras participem de um road show para apresentação de seus produtos e serviços. Ao todo serão 30 estandes, sendo 20 de empresas mineiras e 10 de empresários portugueses. O intercâmbio terá o intuito de gerar negócios em diferentes setores. Para algumas empresas mineiras, a iniciativa será uma oportunidade de acesso aos mercados europeu e norte-africano. “Fizemos o estudo pensando nos fatores que aproximam Portugal de Minas Gerais e a forte presença do mercado brasileiro para o público português”, afirma Lucas Bassalo, do Centro de Negócios Internacionais da Fiemg.

 

 

 

Além da missão comercial que acontece no Centro de Negócios Ourém-Fátima, em Portugal, Minas Gerais pretende participar diretamente do projeto Portugal 2020, iniciativa cujo foco é prover recursos para as empresas estrangeiras que queiram investir no país europeu. Ao todo, serão disponibilizados US$ 25 bilhões para execução de diferentes projetos.

Durante a missão, serão realizadas visitas técnicas, exposição de produtos, além de palestras técnicas e temáticas sobre como fazer negócios em Portugal. Acontecerão também rodadas de negócios com empresas portuguesas. O diretor comercial da Cachaça Nobre, Ricardo Borges, viu no seminário uma oportunidade de conhecer mais sobre o mercado português. Ele conta que tem gerido projetos ligados à exportação, com Alemanha e Bélgica como mercados prioritários. Agora, irá analisar também a possibilidade de exportar para Portugal. “É muito importante ter inciativas como essas, que apresentam oportunidades de mercado com análise de produtos e demandas. Nossa ideia agora é organizar uma missão com produtores da nossa empresa para Portugal”, finaliza.

 

 

 

Missão comercial busca incrementar balança comercial mineira

Com saldo comercial positivo de US$ 38 milhões para Minas Gerais, a balança comercial mineira com Portugal tem nas commodities e produtos primários os seus principais produtos. As exportações mineiras para aquele país são compostas por alimentos, café, chá e mate, produtos mecânicos, motores, produtos metalúrgicos, além de ferro e aço. Em 2015, o total do valor exportado para Portugal foi de US$ 48 milhões.

Minas Gerais compra de Portugal produtos como alimentos, peixes e crustáceos, máquinas e aparelhos mecânicos, reatores nucleares, caldeiras e máquinas, além de produtos têxteis. No ano passado, as importações mineiras somaram US$ 10 milhões.

 

 

 

A ideia é que por meio do encontro mais empresas mineiras passem a conhecer novas oportunidades no país europeu, reforçando o comércio entre as duas localidades. “Portugal e Minas são historicamente próximas. A ideia da missão é abrir mercados e criar novas oportunidades de crescimento para Portugal e Minas Gerais. Nosso foco não será apenas os setores apresentados, mas também em setores como turismo e educação”, finaliza o secretário-adjunto da Sede, Rogerio Bellini.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.