sexta-feira, 17 de Julho de 2015 13:00h

Mundial de Handebol abre calendário de grandes competições em Minas Gerais

Uberlândia e Uberaba receberão 24 seleções dos cinco continentes. Cerimônia de abertura será neste domingo, com o jogo entre Brasil e Japão

A partida entre Brasil e Japão abre, no próximo domingo (19/7), o XX Campeonato Mundial de Handebol Masculino Júnior, sediado em Uberaba e Uberlândia. O torneio é o primeiro do calendário de importantes competições esportivas que Minas Gerais irá receber nos próximos anos, entre elas jogos de futebol da Olimpíada Rio 2016.
A abertura, com apresentação artística e pronunciamento de autoridades como o secretário de Estado de Esportes de Minas Gerais, Carlos Henrique, e o ministro do Esporte, George Hilton, será às 18 horas, no Centro Olímpico da Univerdecidade —Avenida Doutor Randolfo Borges Junior 2401, em Uberaba.
Brasil e Japão entram em quadra logo após a cerimônia, às 18h30. A partida é válida pela primeira rodada do Grupo D, que tem ainda as seleções da Alemanha, Egito, Noruega e Uruguai. O Brasil fará todas as primeiras partidas da primeira fase em Uberaba, no Centro Olímpico, sempre às 18h30.
A cidade também prepara uma grande festa para o dia 19 no entorno do ginásio. Apresentações musicais e festas de rua estão programadas para começar às 16 horas.

Preparação para 2016
“Ficamos muito contentes pela Confederação Brasileira de Handebol e o Ministério do Esporte terem escolhido Minas Gerais como receptora deste evento, que nos colocará em evidência no cenário esportivo”, diz o secretário de Estado de Esportes, Carlos Henrique. Segundo ele, o campeonato é uma das etapas de preparação para receber os jogos e as delegações das Olimpíadas de 2016.
“Desde que a cidade do Rio de Janeiro foi escolhida como sede dos Jogos Olímpicos, o Brasil passou a receber etapas de copas do mundo e campeonatos mundiais de diversas modalidades. Minas Gerais fica contente por fazer parte desse movimento”, arremata o secretário.
O evento é realizado pela Federação Internacional da modalidade e pela Confederação Brasileira de Handebol, com apoio das prefeituras dos municípios-sede (Uberaba e Uberlândia), da Secretaria de Estado de Esportes (Seesp), do Governo de Minas Gerais e do Ministério do Esporte.
Para a execução do torneio, a Seesp está investindo R$ 700 mil, que serão utilizados para despesas com transporte terrestre, seguros, transporte aéreo nacional, fotografia e filmagem do evento. O Governo de Minas Gerais, por sua vez, é patrocinador do Mundial e repassou à Federação Mineira de Handebol R$ 800 mil para o pagamento de toda a arbitragem da competição.

Evento movimenta municípios
Durante os 15 dias de campeonato, 384 atletas estarão em quadra nas disputas das 76 partidas previstas. Cerca de mil pessoas estarão envolvidas diretamente no evento, entre organização, equipes e comissões técnicas.
A expectativa é de que o Mundial movimente não só o setor esportivo, mas também os segmentos turístico e educacional dos municípios envolvidos. “Esperamos o aquecimento da economia devido ao volume de atletas e delegações, turistas internacionais e nacionais que os municípios-sede irão receber. Devem ser gerados mais de 500 empregos diretos e indiretos durante o evento”, estima o secretário Carlos Henrique.

A força do handebol brasileiro
No Triângulo Mineiro, a Seleção Brasileira Sub-20 conta com a força da torcida para obter sua melhor colocação no Mundial e superar o 6º lugar conquistado em 2013 na Bósnia e Herzegovina.
A esperança de sucesso da equipe brasileira passa pelas mãos do armador José Guilherme de Toledo e do central João Pedro da Silva, destaques que já fazem parte da Seleção Adulta e atuam em clubes europeus.
Para o técnico Hélio Justino, o Helinho, os fortes adversários que o Brasil terá pela frente demandarão muito empenho da equipe. "Queremos brigar com a Alemanha pelo primeiro lugar da chave e conseguirmos um cruzamento nas oitavas em que sabemos que temos condições de ganhar. Sair em primeiro será nosso grande desafio. Já conhecemos as outras equipes”, afirma.

A competição
O Campeonato Masculino Júnior de Handebol será realizado em cinco fases. Na primeira, as 24 seleções, divididas em quatro chaves, jogam entre si em turno único.
São as seguintes as outras chaves do torneio: o grupo A é composto por Suécia, Rússia, Holanda, Tunísia, Bielorrússia e Paraguai. No B estão Espanha, Romênia, Sérvia, Qatar, Angola e Portugal, e no C, Dinamarca, França, Argentina, Chile, Coreia do Sul e Argélia.
A segunda fase da competição são as oitavas de final, onde há o cruzamento entre os quatro melhores times da primeira fase de cada uma das chaves. Os vencedores passam às quartas de final, semifinal e, por fim, chegam à grande final. Haverá também disputa de 3º lugar.
O grupo do Brasil e a chave C farão a primeira fase em Uberaba, e os grupos A e B ficarão em Uberlândia.  A partida final será realizada no dia 1º de agosto (sábado), às 18 horas, na Arena Multiuso Tacredo Neves, conhecida como Sabiazinho —Av. Ancelmo Alves dos Santos 3415, Tibery,  em Uberlândia.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.