quarta-feira, 10 de Dezembro de 2014 11:38h

Municípios e unidades regionais de Minas Gerais recebem prêmio por experiências exitosas

Projetos e trabalhos desenvolvidos foram destacados na I Mostra de Experiências bem-Sucedidas em Vigilância em Saúde, evento organizado pela SES-MG

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) realizou, nesta quarta-feira (10/12), a I Mostra de Experiências Bem-Sucedidas em Vigilância em Saúde. Durante o evento, que tem como objetivo fortalecer a Vigilância em Saúde no Estado, a SES-MG também concedeu o I Prêmio de Experiências Exitosas em Vigilância em Saúde aos municípios e unidades regionais de saúde que se destacaram na realização ações relacionadas à organização de serviços, processos e atividades na área de vigilância.

A seleção dos trabalhos foi definida em oito temas prioritários, sendo que sete são destinados aos municípios e um às Unidades Regionais de Saúde: Gestão e Planejamento da Vigilância em Saúde; Organização da estrutura gestora no âmbito das Unidades Regionais de Saúde; Promoção à Saúde; Vigilância Ambiental; Vigilância à Saúde do Trabalhador; Vigilância Epidemiológica; Vigilância da Situação de Saúde; Vigilância Sanitária. A avaliação das experiências ficou por conta, primeiramente, de 28 comissões julgadoras nas regionais e os trabalhos selecionados foram enviados para avaliação final da comissão julgadora da SES-MG.

O subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde, Luiz Felipe Almeida Caram Guimarães, destacou que os 853 municípios aderiram ao processo de fortalecimento da vigilância em saúde no estado e o reconhecimento das experiências exitosas representa uma vitória. “Os municípios entenderam a necessidade de se fortalecer e se organizar, fazendo valer a vigilância em saúde. Isso é o que vai fazer com que os indicadores de saúde realmente melhorem, fazendo com que consigamos economizar na assistência para melhorar cada vez mais a vida de todos os cidadãos”, diz.

O prefeito de Bom Despacho, Fernando José Castro Cabral, que representou os municípios participantes, acredita que o caminho mais acertado é o esforço de cada instância de governo em desenvolver atividades que conservem a saúde e que previnam as doenças e reforçou “a SES vem desenvolvendo ações que prezam pela saúde e não basta simplesmente combater a doença quando ela se instala. É uma satisfação ver o esforço que todos tem feito em prol da saúde”, observa.

Dez trabalhos foram aprovados em cada tema, totalizando 80 trabalhos classificados (70 municipais e 10 regionais). Os três primeiros trabalhos classificados de cada tema serão premiados, sendo que o 1º lugar recebe a premiação em dinheiro e o 2º e 3º recebem menção honrosa. O 1º lugar, aprovado em cada tema, fará a apresentação oral da experiência durante a I Mostra de Experiências Bem-Sucedidas em Vigilância em saúde. Os demais trabalhos serão expostos em formato de pôster.

O vice-presidente do Cosems/MG, Sinvaldo Alves Pereira, ressaltou a importância de reconhecer esses trabalhos que fortalecem a vigilância e que devem fazer parte da garantia de integralidade à saúde. “A vigilância em saúde é de fundamental importância dentro de um processo histórico e na atualidade e está em constante transformação”, ressalta.

Premiados com o 1º lugar

(Tema 1)  Gestão e Planejamento da Vigilância em Saúde: Cachoeira do Pajeú, com a experiência Intra e intersetoriedade: Construindo o caminho com as referências das áreas de Vigilância em Saúde de Pajeú.

(Tema 2) Organização da estrutura gestora no âmbito das Unidades Regionais de Saúde: Pouso Alegre, com a experiência “Organização de Estrutura Gestora no âmbito das Unidades Regionais de Saúde”.

(Tema 3) Promoção à Saúde: Ponte Nova, com a experiência: “Promoção de saúde no município de Ponte Nova da prática regular e sistematizada de atividades físicas”.

(Tema 4) Vigilância Ambiental: Curvelo, com a experiência: “Projeto Casa Modelo – combate à Dengue”.

(Tema 5) Vigilância à Saúde do Trabalhador: Alpinópolis, com a experiência “A gestão da Saúde do Trabalhador no município de Alpinópolis/MG, em parceria com atenção primária”.

(Tema 6) Vigilância Epidemiológica: São Gotardo, com a experiência “Epidemia de Hepatite A em Guarda dos Ferreiros: um relato de experiência”.

(Tema 7) Vigilância da Situação de Saúde: Coronel Fabriciano com a experiência “O Comitê de Prevenção da Mortalidade Materna, Fetal e Infantil: uma experiência de Coronel Fabriciano”.

(Tema 8) Vigilância Sanitária: Perdizes, com o tema: “Abate clandestino de bovinos e suínos: o que o município de Perdizes está fazendo para coibir esta prática”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.