terça-feira, 11 de Janeiro de 2011 00:00h

Nascentes afirma que mais de 100 milhões já foram investidos na MG 050

Flaviane Oliveira
flaviane.oliveira@gazetaoeste.com.br


Em parceria, o governo do estado de Minas e a Concessionária Nascentes das Gerais, gestora do Sistema MG-050, BR-265 e BR-491 investiram aproximadamente R$100 milhões em obras de construção e recuperação nas estradas no ano de 2010. De acordo com a assessoria de comunicação da concessionária, o valor foi aplicado não só em obras, mas também na prestação de serviços ao usuário das estradas em questão.

No último ano, foram iniciadas obras de duplicação em 10,4 quilômetros de rodovia e a conclusão de outros 23,4 quilômetros em terceiras faixas.

Além das obras já citadas, foram instaladas nas rodovias 10,5 mil tachas de sinalização, 500 placas novas, além de 792 metros de defensas metálicas. Mais de 600 quilômetros de rodovia foram beneficiados com cercas de segurança e pintura de faixas. Para 2011, está programada a continuidade dos trabalhos de duplicação e pavimentação das estradas.

Além de melhorar a qualidade do tráfego nas rodovias, as diversas obras desenvolvidas ao longo do Sistema MG-050 contribuíram para a geração de empregos. Ao longo dos 371,4 quilômetros de extensão da malha viária sob concessão, a Concessionária atuante gerou 825 postos de trabalho, entre diretos e indiretos.

Para desenvolver os trabalhos que garantem a segurança na MG-050, Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar Rodoviária Estadual trabalham de forma incisiva nos trechos abrangidos.

REPASSES
Contabilizando os registros gerados a partir das seis bases de atendimento ao longo da MG-050, cerca de 11.400 pessoas foram atendidas mensalmente. Somente no período entre janeiro e outubro, 115.094 usuários fizeram contato com a Concessionária.

Durante todo o ano, foram realizadas 16.270 inspeções de tráfego. Cerca de 8.000 atendimentos com uso de guinchos foram registrados e mais de 70.000 ligações foram recebidas por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor da concessionária.

Até outubro do último ano, a Concessionária repassou aos municípios que cortam o sistema atendido, R$ 2,5 milhões relativos ao Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN). Para o ano de 2011 a quantia deve chegar a R$ 3 milhões.

De acordo com a assessoria de comunicação da Nascentes, desde junho de 2007, quando a Concessionária iniciou os trabalhos, foram investidos R$ 271 milhões nos trechos atendidos. Em contrapartida, a receita arrecadada com a tarifa ficou em torno de R$ 171 milhões. A implantação da tarifa ocorreu no ano de 2008, após um ano de trabalho da Concessionária.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.