terça-feira, 8 de Setembro de 2015 12:50h

Nova guia eletrônica do IMA trará mais rapidez na rastreabilidade de aves e suínos

A partir de 14 de setembro os veterinários habilitados para emitir as Guias de Trânsito Animal (GTA’s) para o transporte de aves e suínos em Minas deverão utilizar o modelo eletrônico para este documento desenvolvido e disponibilizado pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) no software do Sistema de Defesa Agropecuária (Sidagro).  Até então era utilizado um modelo impresso que era adquirido nos escritórios do Instituto.

O e-GTA está integrado à Base de Dados Única do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e trará como vantagens a rapidez na rastreabilidade do trânsito de aves e suínos no estado, além de proporcionar o controle mais seguro do saldo destes animais nas granjas. Isso porque as informações estarão disponíveis tanto para o IMA como para o Mapa assim que forem adicionadas no Sidagro pelos veterinários habilitados.

“Com o documento eletrônico teremos acesso a dados populacionais como nascimento e mortalidade, o que nos permitirá também acompanhar os motivos para possíveis reduções dos planteis destes animais, informações que são importantes para a área de defesa sanitária”, explica o gerente de Defesa Animal do IMA, Bruno Rocha Melo.  

O gerente argumenta ainda que esse conjunto de informações trará um benefício adicional, no caso da suinocultura, pois fornecerá subsídios para as ações do IMA e dos agentes do setor visando o reconhecimento do estado de Minas como livre de peste suína clássica pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) .

A e-GTA poderá ser consultada e ter sua autenticidade atestada em tempo real. Produtores rurais e responsáveis técnicos para a emissão das guias deverão comparecer a um dos escritórios do IMA para atualizar os dados cadastrais pessoais, das propriedades e dos planteis.

Para facilitar o uso da guia eletrônica e-GTA o  IMA promoveu vários cursos de capacitação técnica para  veterinários habilitados. Além disso, os profissionais testaram a emissão eletrônica por meio de um site específico,  sugeriram ideias e esclareceram as dúvidas junto à equipe responsável pelo sistema no Instituto.

Com 2,4 mil estabelecimentos avícolas e cerca de 1,5 mil granjas de suínos Minas Gerais é  destaque nos dois segmentos. De acordo com os últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) fornecidos pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), a produção mineira de ovos é de 352 mil dúzias/ ano, o que confere a Minas o terceiro lugar no Brasil.  O plantel de suínos é o quarto do país, com 5,1 milhões de cabeças e  produção de 415 mil toneladas equivalente carcaça por ano.

A guia eletrônica  e-GTA para bovinos, caprinos e ovinos já é emitida pelo IMA  desde 2012, com um volume anual de cerca de 1,2 milhão de guias. Com a emissão do modelo eletrônico agora para suínos e aves  a estimativa é de aumento de mais 280 mil e-GTAs por ano, das quais  94% expedidas por veterinários habilitados pelo IMA. O restante é feito diretamente no escritório do Instituto.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.