segunda-feira, 15 de Dezembro de 2014 09:55h

Novos investimentos anunciados para o Sul de Minas focam em sustentabilidade e qualidade

Os aportes anunciados e firmados para o município de Extrema, nos setores de bebidas e alimentos e indústria química, ultrapassam a marca de R$ 38 milhões

Dois novos protocolos de intenções, que garantem sustentabilidade ambiental e qualidade da produção, foram assinados pelo Governo de Minas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Integrado (Indi), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede). Os investimentos nos setores de bebidas e alimentos e indústria química totalizam mais de R$ 38 milhões em aportes para o município de Extrema, localizada no Sul de Minas.

Focada no segmento de bebidas quentes (vodka, cachaça e brandy) e com 18 anos atuação no mercado, a Natique Indústria e Comércio Ltda. tem como carro chefe a produção de cachaça artesanal de qualidade. A empresa, que funciona em associação com a espanhola Osbome desde 2013, irá expandir sua unidade e pretende consolidar o mercado da bebida artesanal, hoje muito fragmentado.

A Natique, que produz cerca de 1,5 milhão de litros de bebida ao ano, pretende investir mais de R$ 33 milhões, o que permitirá triplicar o faturamento da empresa, passando dos atuais R$16 milhões para R$46 milhões até 2017, gerando 47 empregos diretos.

Luiz Henrique Munhoz, representante da empresa, destacou a importância cultural da cachaça para Minas Gerais e da parceria com o Governo de Minas. “Hoje em dia, a cachaça de qualidade é cada vez mais reconhecida nacional e internacionalmente e, com esse protocolo, pretendemos fomentar ainda mais o mercado”, destacou.

Asfalto Ecológico

Estimulada pela Lei Estadual 18.719/2010, que prevê a utilização de pneus fora de uso para produção de massa asfáltica utilizada na construção e recuperação de vias públicas, a empresa Reciclap – Reciclagem de Pneus Ltda. escolheu Minas Gerais para investir R$ 4,5 milhões na construção da primeira e única recicladora de pneus do Estado.

Com capacidade para a reciclagem de 600 toneladas de unidades por mês, a nova planta da empresa ficará localizada em Extrema e será inaugurada no segundo semestre de 2015. A fábrica irá realizar a trituração e moagem de pneus inservíveis que dão origem aos grânulos de borracha, e repassar o material para empresas que fabricam o asfalto ecológico, fomentando a sustentabilidade, já que o produto possui uma durabilidade maior do que o asfalto comum.

Para Joel Custódio, sócio da Reciclap, a lei estadual vigente no Estado foi fundamental para a instalação da nova unidade. “Minas Gerais já está à frente do resto do país por possuir uma lei específica que incentiva o uso do asfalto ecológico na pavimentação e reforma de todas as estradas sob a administração do Departamento de Estradas e Rodagens (DER-MG)”, enfatizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.