quarta-feira, 26 de Novembro de 2014 12:09h

Nutrição para idosos com câncer é fonte de estudo no Ipsemg

As informações coletadas junto a pacientes em tratamento compilarão estudo luso-brasileiro do Instituto Nacional do Câncer (INCA)

A equipe de Nutrição e Dietética, do Hospital Governador Israel Pinheiro (HGIP), do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) concluiu, nesta quarta-feira (25), a participação em mais uma importante pesquisa sobre nutrição clínica. O objetivo do estudo foi identificar o perfil nutricional de pacientes idosos oncológicos, buscando uma atuação mais precoce e identificando o melhor momento e a forma mais apropriada de intervenção nutricional do beneficiário em tratamento.

As informações coletadas desde setembro, com pacientes internados e em tratamento quimioterápico, compilarão o Inquérito Brasileiro de Nutrição Oncológica do Idoso (IBNO), estudo multicêntrico luso-brasileiro do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Para as coordenadoras da pesquisa no Hospital Governador Israel Pinheiro, as nutricionistas Adriana Keller e Érika Carvalho, o documento é de suma importância para a observação da desnutrição causada por tumores. “O estudo auxilia tanto profissionais da saúde como pacientes oncológicos, mas principalmente, gestores na construção de políticas públicas, nacionais e regionais”, afirma Adriana Keller.

Atendimento ampliado

Durante as entrevistas, amparadas pelo Mini Nutrition Assistant (MNA), foram realizados os cálculos do Índice de Massa Corporal (IMC), as medidas da panturrilha, além do questionário sobre a atual situação da ingestão de alimentos, perda de peso e as condições físicas e psicológicas em que o paciente se encontra.

Com a aplicação da pesquisa, foi possível fortalecer a equipe e ampliar o atendimento, uma vez que os resultados encontrados mostram que o acompanhamento nutricional na avaliação médica dos pacientes assistidos é um fator positivo para a evolução médica, conforme esclarece a gestora da unidade de Nutrição e Dietética, Érika Carvalho. “O idoso já está inserido em um grupo de risco. Sendo ele oncológico, há necessidade de ainda mais cuidado,” destaca.

O HGIP oferece atendimento personalizado e individual a cada paciente internado com prescrições dietéticas, especificamente, aos pacientes com defesa imunológica baixa. Para estes, há um sistema rigoroso de vigilância em Segurança Alimentar e Nutricional executado por equipe técnica de nutricionistas especializadas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.